A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

30/08/2009 10:11

Rodovias federais de MS terão 91 radares

Redação

Os 3,1 mil quilômetros de rodovias federais em Mato Grosso do Sul vão receber 91 redutores de velocidade, sendo 37 lombadas eletrônicas, 54 radares fixos, e seis controle de avanço de sinal vermelho.

O edital para a contratação da empresa para instalar e operar o sistema de controle de velocidade nas rodovias federais já foi lançado pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

As propostas do edital de concorrência 471/2009 serão abertas no dia 8 de outubro deste ano.

O objetivo é iniciar a instalação dos sistemas de monitoramento ainda neste ano. Serão instalados 1.130 redutores (tipo lombadas eletrônicas) para o controle ostensivo da velocidade em áreas urbanizadas, e 1.100 radares fixos em áreas rurais. Para controle do avanço de sinal vermelho e parada sobre faixa de pedestre serão instalados 466 equipamentos.

Estado - A proposta é reativar as lombadas eletrônicas, que foram desligadas em decorrência de disputa judicial entre as empresas participantes da licitação. Em maio deste ano, ao participar de evento na Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), o diretor geral do DNIT, Luiz Antônio Pagot, afirmou, ao Campo Grande News, que tinha acabado com o impasse e relançaria o edital para reativar a fiscalização eletrônica nas rodovias.

O edital prevê a instalação de 37 lombadas eletrônicas para fiscalizar 74 faixas em Mato Grosso do Sul, sendo 19 na BR-163, 8 na BR-267, 6 na BR-262 e 4 na BR-158.

Serão mais 54 radares fixos, com a fiscalização de 108 faixas. De acordo com o DNIT, serão 25 radares na BR-163, 14 na BR-262, 4 na BR-376, 4 na BR-463, 3 na BR-158 e um na BR-060.

Avanço - O órgão também implantará seis controladores de avanços de sinal, que ficaram conhecidos como fotossensores em Campo Grande. Serão quatro na BR-262, todos na altura do quilômetro 5 em Três Lagoas; um na BR-163, no macro-anel rodoviário da Capital, na altura da travessia para chegar ao campus da Uniderp Agrárias; e o outro na travessa de Cassilândia na BR-158.

País - Segundo Pagot, com a instalação dos 2.696 equipamentos serão monitoradas 5.392 faixas de trânsito pelo prazo de cinco anos, garantindo mais segurança e melhor trafegabilidade nas rodovias. "A implantação e operação do sistema de controle de velocidade totaliza investimentos de R$ 1,4 bilhão, previstos no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento)".

A concorrência pública ocorre sob o regime de empreitada por preço unitário, na forma "técnica e preço" e está dividida em 12 lotes. Para participar, as empresas terão que comprovar que possuem técnicos capacitados e que têm capacidade operacional para garantir o funcionamento do sistema no período previsto.

Será permitida a participação de empresas consorciadas e subcontratação de serviços até o montante máximo de 20% do valor, restrito à sinalização rodoviária, obras civis e energização dos equipamentos.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions