A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/04/2010 08:24

Rogerinho: nova audiência será em maio e terá até juíza

Redação

O juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete, marcou a nova audiência para dar continuidade aos depoimentos do caso Rogerinho. Ontem, ele ouviu 11 pessoas, incluindo-se as vítimas, e marcou novos depoimentos para as 8h30 de 31 de maio deste ano.

Após os depoimentos e as alegações finais, o juiz decidirá se levará o jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, 60 anos, a júri popular. Ele é acusado de matar o menino Rogério Mendonça, 2 anos, e balear seu avô, João Afonso Pedra, após uma briga de trânsito com o tio do garoto, Aldemir Pedra Neto, no dia 18 de novembro do ano passado no centro de Campo Grande.

Ontem, o magistrado ouviu Pedra Neto, o avô, a mãe, Ariana, e a avó, Adriana, do menino. Familiares aproveitaram a audiência para promover manifestação pedindo a condenação de Gonçalves e Justiça.

Entre as próximas testemunhas a serem ouvidas está uma magistrada, que terá a prerrogativa de marcar o dia e o horário do depoimento. Inicialmente, o advogado Valdir Custódio da Silva tinha arrolado 48 testemunhas de defesa, mas ele acabou desistindo de metade.

Ministério Público faz contrato de R$ 3 milhões com empresa de informática
O MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) firmou contrato de R$ 3,3 milhões com a empresa Click Ti Tecnologia Ltda. Com validade de seis me...
Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos
O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou hoje (12) critérios mais rígidos para definir morte encefálica. A mudança nos procedimentos tem impacto...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions