A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

20/01/2014 14:07

Sob risco de perder benefício, idosos sofrem com falta de informação

Luciana Brazil

Os aposentados e pensionistas que ainda não fizeram o recadastramento no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) terão até 28 de fevereiro para renovar a senha e comprovar que estão vivos. No entanto, alguns beneficiários são vítimas de má informação por parte dos bancos. 

O beneficiário precisar ir até o banco com os documentos pessoais. No país, 4,7 milhões de pessoas ainda precisam fazer o recadastramento.

Segundo o presidente da Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas de Mato Grosso do Sul, Alcides Ribeiro, além de alguns beneficiários terem feito o recadastramento sem saber, as próprias instituições financeiras muitas vezes dão informação errada.

“Teve um aposentado que foi no banco e disseram para ele que não havia solicitação de recadastramento, mas na verdade ele tinha que fazer. Aí, precisou voltar”, disse Ribeiro.

Outra falha, segundo ele, acontece durante um simples atendimento. “Minha esposa foi sacar o benefício e voltou dizendo que a atendente havia feito várias perguntas, que não são feitas geralmente. E eu disse que e mulher estava era fazendo o recadastramento, mas não avisou”, disse.

INSS- O recadastramento começou em maio de 2012. Em agosto do ano passado, o INSS e a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) anunciaram a ampliação do prazo para 28 de fevereiro deste ano. A partir desta data, o pagamento dos benefícios para quem não se recadastrou poderá ser suspenso.

De acordo com o INSS, 26,1 milhões de beneficiários já atualizaram seus dados em uma agência bancária. Ainda precisam fazer o recadastramento 4,7 milhões de aposentados e pensionistas no país. 

A orientação para quem não pode ir ao banco é nomear um procurador. Para isso, será preciso cadastrar o representante na agência em que o segurado recebe o benefício. É necessário apresentar a procuração registrada em cartório e um atestado médico que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário.

Regras- Não é preciso ir até o INSS para fazer o recadastramento. O aposentado ou pensionista deve ir ao banco onde se recebe o benefício para se recadastrar.

Agora, para saber se o recadastramento foi feito basta ir até uma agência do INSS, e não é necessário agendamento.

Em Mato Grosso do Sul, a Superintendência Regional do INSS informou que não dispõe a informação de quantos aposentados não fizeram o recadastramento e precisam correr contra o tempo para renovar a senha. 

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions