A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/08/2014 17:36

Sul-mato-grossense sofre com calor intenso e tempo muito seco

Filipe Prado
Tempo seco faz número de incêndios a vegetação crescerem (Foto: Marcelo Victor)Tempo seco faz número de incêndios a vegetação crescerem (Foto: Marcelo Victor)

O mês de julho foi o mais chuvoso dos últimos 11 anos em Campo Grande. Foram 108,6 milímetros de água. Mas em agosto o situação se inverteu. Com as temperaturas elevadas, dias mais quentes, a umidade relativa do ar chegou a 26% na Capital, enquanto o ideal recomendo pelos médicos é de 60%.

Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Metereologia), em Campo Grande a máxima para hoje (4) foi de 31ºC, sem previsão de chuva para esta segunda-feira e o resto da semana. A Capital registrou 26% de umidade relativa do ar, sendo que em Cassilândia, a 418 quilômetros de distância, a não passou dos 20%.

Cassilândia foi a cidade com o menor taxa de umidade do Estado, seguida por Três Lagoas, com 21%, Bataguassu, 23%, e Costa Rica, registrando 24%.

Os mais afetados pelos tempo seco e o calorão são as crianças. A lojista Elizabete de Souza, 41 anos, possui três filhos. As duas meninas mais velhas possuem bronquite. “Sempre ataca no tempo seco, principalmente à noite”, afirmou.

O menino, de seis meses, ainda não manifestou nenhum sintoma da doença, mas a mãe já começou a se prevenir. “Deixo as janelas abertas para arejar e sempre coloco uma bacia com água e toalhas molhadas no quarto”, lembrou Elizabete.

A dona de casa Jéssica dos Santos, 23, utiliza os mesmos “truques” para que o filho não passe mal. “No tempo seco ele sempre tem febre e tosse, até tive que levá-lo aos posto na semana passada, por isso já tenho um umidificador e reforço com a toalha úmida e o balde com água”, admitiu.

"Também é bom beber muito líquido e tomar vários banhos por dia", acrescentou a dona de casa Eva Francisco Silva de Queiroz, 54.

Eva recomentou beber muito líquido e tomar vários banhos por dia (Foto: Marcelo Victor)Eva recomentou beber muito líquido e tomar vários banhos por dia (Foto: Marcelo Victor)

Os incêndios em vegetação também aumentam com a chegada do tempo seco. Por volta das 15h de hoje, um curto circuito em um poste de energia causou um incêndio em um terreno no Anel Viário, próximo ao lixão.

O Corpo de Bombeiros e a Enersul foram acionados para irem até o local.

Mas a dona de casa Eva Francisco constatou que os incêndios em vegetação tem diminuído. “As pessoas ficaram mais conscientes”, contou.

Brasil – Campo Grande registrou uma das menores taxas de umidade relativa do ar das capitais Brasileiras. Acima ficaram Goiânia e São Paulo com 23% e Belo Horizonte, 25%. A Capital de Mato Grosso do Sul registrou a mesma marca que Cuiabá, 26%.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions