A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

23/08/2010 14:50

Suspeito de morte no Centro ainda não foi identificado

Redação

O acompanhante de Sidnei Nascimento, de 30 anos, morto em sua residência no Centro de Campo Grande na manhã do último sábado (21), ainda não foi identificado. Para a Polícia, ele é o principal suspeito da morte.

Segundo testemunhas, a vítima foi vista saindo da boate Bistrot horas antes do crime, acompanhada de um desconhecido.

De acordo com o delegado titular da 1ª Delegacia de Polícia da Capital, Pedro Espíndola de Camargo, está sendo instaurado inquérito para investigar a morte.

Ele afirma que o boletim de ocorrência registrado sobre o crime no plantão da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) foi entregue nesta manhã à delegacia e que o caso será investigado pela delegada Rozeman Geise de Paula.

O delegado adianta que foi expedida ordem de serviço para que o acompanhante da vítima seja identificado e localizado para prestar depoimento.

Crime - Nascimento foi encontrado nu caído no chão de sua casa na travessa Lázaro Gonçalves Martins. O corpo tinha sinais de espancamento e ferimentos causados por uma tesoura, que foi apreendida.

Vizinhos contaram ter ouvido uma briga e em seguida alguém pedindo socorro. De acordo com testemunhas, a vítima levava os clientes para sua residência, onde fazia programas.

A informação da Polícia logo após o crime foi de que Nascimento era travesti. Contudo, a presidente da ATMS (Associação das Travestis e Transexuais de Mato Grosso do Sul) informou que ele é gay e não travesti, e que prestava serviço para a Associação.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions