A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

06/10/2010 15:55

UEMS terá neste ano 700 vagas para negros e índios

Redação

A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso dó Sul) divulgou o número de vagas para interessados em entrar na faculdade beneficiado pela lei de cotas para negros e índios.

São 700 vagas para ingresso em 2011, por meio do SiSU (Sistema de Seleção Unificada).

Hoje, 30% das vagas são destinadas à política de ações afirmativa: 20% para negros e 10% para indígenas. Para a entrada no próximo ano, são 470 para negros e 235 para índios, que comprovarem a origem.

Para ser atendido, primeiro é necessário classificação no Enem. Depois, os aprovados terão que passar por uma entrevista presencial antes de realizarem a matrícula.

"O candidato será avaliado por uma banca de validação de cotas que verificará traços fenotípicos que caracterizem o candidato como negro", explica a assessoria da UEMS.

A avaliação dos candidatos a vagas para negros será feita por banca composta por três membros: um representante dos professores, um dos técnicos administrativos e um integrante de movimento social que trabalhe com questões étnico-raciais e afro-descendentes.

No caso dos índios, só é exigida a apresentação da cédula de identidade indígena, expedida pela Funai (Fundação Nacional do Índio).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions