A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

23/09/2009 13:54

Uruguaios conhecem Penitenciária Federal de Campo Grande

Redação

Uma comissão de autoridades uruguaias ligadas à segurança pública daquele país esteve em Campo Grande nesta quarta-feira para conhecer o presídio federal. A intenção do governo uruguaio é construir unidades prisionais nos mesmos moldes, a partir do próximo ano.

De acordo com o ministro-interino da Justiça, Luiz Paulo Barreto, o Uruguai se interessou pelo modelo federal brasileiro de prisão devido ao índice zero de motins, aos sistemas de segurança e também por ter reduzido a quantidade de rebeliões nos presídios federais.

Além de conhecer as prisões federais, as autoridades uruguaias também tiveram informações detalhadas sobre outros programas de segurança pública, entre eles o Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania).

Segundo o vice-ministro do interior do Uruguai, Ricardo Bernal, o interesse pelo modelo brasileiro de prisão surgiu porque é um sistema "duro" e que pode ser adaptado à realidade do Uruguai.

Ele explica que o Uruguai tem dado atenção especial ao sistema penitenciário e pretende construir unidades de segurança máxima.

Bernal fala que após a visita ao Brasil irá estudar todas as informações recebidas e aplica-las de acordo com a realidade do país. O vice-ministro e outras autoridades conheceram todas as dependências do presídio e o sistema de segurança.

De acordo com Bernal, no Uruguai há 8,4 mil presos em estabelecimentos penais de segurança mínima e média. A intenção é colocar pelo menos 50 em segurança máxima.

O ministro-interino da Justiça diz ainda que o Peru e a Argentina também já demonstraram interesse no modelo de prisões federais do Brasil. Para Barreto, isso mostra a eficiência do sistema, que ainda precisa ser melhorado.

Segundo Barreto, o sistema precisa constantemente ser "estudado e aperfeiçoado". "Estamos sempre que estar investindo", diz Barreto.

Conforme o diretor do Depen (Departamento Penitenciário Nacional) Wilson Sales Damázio, 10 agentes penitenciários de Moçambique serão treinados no Brasil nos próximos dias. Eles receberão o mesmo treinamento dos agentes penitenciários federais.

Já que todos os presídios federais têm a mesma estrutura

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions