A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/11/2010 07:55

Vítima de assalto conta momentos de terror vividos ontem

Redação

"A gente bem podia matar este p.d.p.", disse um dos ladrões com uma arma contra a cabeça do construtor de 39 anos que teve uma caminhonete F-250 roubada em assalto ocorrido ontem à noite na Vila Carlota, em Campo Grande. Ele revelou detalhes da ação, que terminou com um suspeito preso e outro morto.

Depois de deixar a esposa na faculdade, o construtor foi ao supermercado com o filho de 6 anos e fez compras para levar à casa da mãe, na Vila Carlota. A criança foi para a casa do tio, que fica na mesma quadra, e o construtor ficou na casa com a mãe e o padrasto.

"Graças a Deus que meu filho não estava junto", ressalta a vítima. O construtor afirma três homens armados invadiram a casa.

Dois assaltantes ficaram dentro do imóvel e um do lado de fora. Enquanto um dos bandidos mantinha a mãe e o padrasto dele reféns, o construtor foi amarrado com lençol.

Ele conseguiu jogar R$ 4,5 mil em baixo da cama e, quando os autores descobriram, ameaçaram matá-lo.

A ação durou cerca de 20 minutos e começou a dar errado porque o irmão dele, que mora perto da residência, percebeu movimentação estranha na casa.

O irmão subiu no muro para olhar a residência da mãe e tentou contatos pelo telefone. Como não conseguiu, disse à esposa que iria para a casa da mãe e, caso demorasse, ela deveria ligar para a Polícia.

Na entrada da residência ele também foi rendido. Os bandidos exigiram a chave e o documento da caminhonete.

O construtor conta que enquanto os assaltantes rendiam as outras vítimas conseguiu se soltar e, por este motivo, os autores se assustaram e deixaram o Fiesta no local do crime.

A partir do carro a Polícia chegou aos suspeitos. Luiz Cristiano Camargo Correa, 28 anos, foi flagrado com a caminhonete por policiais militares que estavam em rondas pela região do Bairro Bálsamo.

A partir da prisão dele, os policiais foram para a saída de São Paulo, onde houve troca de tiros com Thiago de Souza Cerqueira, 25 anos, que acabou baleado. Ele foi socorrido e não resistiu ao ferimento.

Já o terceiro assaltante conseguiu fugir e não terá o nome divulgado para não comprometer as investigações.

ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions