ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 21º

Manoel Afonso

Amplavisão

Por Manoel Afonso | 17/12/2010 16:19

RECOMEÇO Aos 65 anos o senador Valter Pereira diz: fica no PMDB e subirá nos palanques em 2012, pensando em 2014. A confissão foi feita ao empresário Ulysses Serra Neto, “Noninho”, em Brasília. Prova de garra exemplar.

DE LEVE... Ex-cacique com a mania de “tentar mordida$” em velhos companheiros de poder. É hora de baixar o padrão de vida e conscientizar os familiares do final do ciclo da opulência. Triste fim, sujando a bela biografia.

“ESTRELA” Por onda passa em Brasília Delcídio é bem recebido; dos abraços de políticos aos suspiros das copeiras, com direito inclusive de pedido de fotos. Quem estava junto com ele, conferiu o prestígio do senador.

A PERGUNTA: Se André resolver ir pra casa como promete, quem será o felizardo que receberá suas bênçãos para concorrer a vaga ao Senado? Nem o melhor dos especialistas em cálculo de engenharia política sabe dizer.

DUAS PONTAS Na 1ª. - Vander tentou impedir, sem sucesso, a diplomação de André. Na 2ª. - o TCE pune o deputado 11 após a formalização de contrato irregular quando era o Chefe da Casa Civil no governo do “titio”.

VANDER exterioriza sinais de vida luxuosa e a multa de 1.250 Uferms não fará “nem cócegas”. A punição refere-se ao caixa 2 da farra da publicidade, onde muita gente se deu bem. O vaidoso parlamentar precisa se policiar. Menos...please!

DELCÍDIO: “...O Nelsinho é um bom prefeito, mas existe quase um mantra dizendo que, para ser governador é preciso ser prefeito de Campo Grande. Alguns tiveram sucesso e outros não...” (entrevista ao jornal O Estado)

E MAIS... “...esse negócio de ter dois caciques comandando o Estado vai acabar, e 2010 provou isso...E acho que a política dos clãs familiares também não vai subsistir. E o eleitor vai provar isso nos próximos anos...”

AINDA: “...O governante precisa de uma visão mais ampla do que é o mundo diversificado da economia. Não vamos mais ser aquele fazendão, com o camarada sob o batente da porta vendo o ambiente bucólico de gado pastando...”

A CONSTRUÇÃO da fala do senador é insinuante, mas é preciso analisá-la também sob outra ótica. Primeiro, Delcídio deve se consolidar como líder maior do PT para se inserir de vez como candidato ao Governo em 2014.

EVIDENTE: A sucessão de André passa por 2012. Quem tiver melhor estrutura de poder (prefeituras e câmaras) terá maiores chances em 2014. Uma amarração inevitável que liga o vereador interiorano ao candidato a Governador.

A ELEIÇÃO de Moka provou isso. A organização partidária do PMDB foi decisiva. Quando Moka antecipava a vitória, jogava na força do partido em suas bases que ele ajudou a construir e que conhecia como a palma da mão.

QUESTÕES: Inegável o prestígio de Zeca junto ao José Dutra e ao Zé Dirceu. Até onde é interessante apostar num racha entre André e Nelsinho? Com quem, com quais partidos Delcídio poderia construir alianças em médio prazo?

A POSIÇÃO do PMDB é cômoda; acabou de ganhar uma eleição, tem um quadro com bons nomes e se consolidou na capital com bons administradores. E mais: tem poder de barganha para negociar alianças com outros partidos.

“FILÓSOFO” do saguão da AL lembra: “Política é dinâmica. Collor saiu de Alagoas, num partidinho de nada, encantou como diferente, inovador, bateu medalhões e ganhou a eleição. Delcídio se enquadra no mesmo contexto.”

SAIA JUSTA Marisa sabe: o PSDB precisa disputar (com ela ou Reinaldo) a eleição da capital, sob pena de perder espaço. Em 2014 termina seu mandato; vai bater de frente com André? A derrota de Serra foi uma tijolada doída!

GIROTO Na opinião de Beto Mariano, (seu braço direito) a presença de Alfredo Nascimento no Ministério dos Transportes facilitará as ações do deputado. Ambos são do PR e suas relações são das melhores. Sinal verde.

ANOTE O Diário Oficial do Estado digital cortou gastos com 150 funcionários e toda uma estrutura pesada que custava rios de dinheiro. Com a internet alcançou os mesmos objetivos a custo insignificante. É a visão futurista do André.

AVISO: Quem não embarcar junto com Murilo, só perderá. A eleição de Dourados passa pela Governadoria. O resto é balela. Está na hora de pensar grande, deixando as vaidades e picuinhas de lado. Depois não adianta chorar!

BOBAGEM-1 A distribuição de CD-ROM às escolas do ensino medido, sobre os mortos e desaparecidos na Ditadura. Ora! Os jovens não estão interessados nisso! Não se interessam sobre o período Collor e nem sobre o Mensalão do PT.

BOBAGEM-2 A distribuição de “kit anti-homofia” pelo MEC, onde a sexualidade é abordada de forma inconveniente. Os vereadores da capital, seguem os passos da opinião pública e “baixaram o cacete” na iniciativa. E com razão!

BOBAGEM-3 Criação pelo Governo, dos “Clubes Sociais Negros” , para combater o racismo e incentivar a cultura afro. Indago: e nós brancos, também não temos direitos a benefícios idênticos? Isso cheira racismo contra o branco.Ou não?