ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 31º

Direto das Ruas

Com narguilé e sem máscara, público lota casas sertanejas no "sextou"

Prefeitura liberou lotação de até 120 pessoas em eventos na Capital e máscaras são obrigatórias conforme decreto

Por Guilherme Correia | 20/02/2021 12:19

Leitores enviaram ao Campo Grande News reclamações sobre desrespeito às medidas de biossegurança impostas pela Prefeitura de Campo Grande em decorrência da pandemia da covid-19. Vídeos mostram que, ao menos dois bares da Capital, tiveram aglomeração nesta sexta-feira (19).

"Absurdo a falta de empatia e consideração com a vida humana, e com as vítimas da covid-19, que ainda está matando milhares de pessoas no País, mas que para alguns pouco importam as vítimas e o sentimento das suas famílias", relata leitora que encaminhou vídeo e preferiu não se identificar.

Um dos registros, de uma casa de música sertaneja, no Bairro Chácara Cachoeira, mostra mais de 30 pessoas reunidas no interior do espaço, quase todos sem uso de máscaras. Com pouco distanciamento, alguns fazem uso de narguilé.

Ontem, esse bar da cidade teve lotação máxima sem se importar com as normas de segurança que ainda estão vigentes. E deve sim ser denunciado para que tenha a sua irresponsabilidade escancarada", reclama a leitora.

Como forma de tentar ouvir o lado do dono do bar, a reportagem procurou contatos disponíveis em redes sociais, mas não obteve sucesso.

Outro registro, encaminhado por leitor por meio do canal Direto das Ruas, mostra mais de 20 pessoas dentro do espaço, dançando, bebendo e tirando 'selfies'. Também não há máscaras e distanciamento.

A reportagem tentou contato com o proprietário desse estabelecimento mas não teve resposta até o momento de publicação.

Biossegurança Como forma de reduzir possíveis danos causados pelo coronavírus, máscaras de proteção facial - caseiras ou não - são obrigatórias em Campo Grande de acordo com o decreto 14.354, desde 19 de junho do ano passado.

A publicação define que estabelecimentos têm de coibir a entrada de indivíduos sem uso da mesma, mas que caso a pessoa esteja comendo ou bebendo em locais, o uso da proteção perde caráter obrigatório.

Outras normas para frear os casos da doença incluem toque de recolher obrigatório entre 23h e 5h, além da capacidade máxima de até 120 pessoas em festas e eventos mediante "cumprimento das regras de biossegurança".

Direto das Ruas - A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário