ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 18º

Direto das Ruas

Enquanto Céu agoniza de dor, tutora pede doações para cirurgia

A gata caiu de janela do quarto andar e deslocou o fêmur

Idaicy Solano | 07/10/2022 11:24
Céu precisa de cirurgia para colocar o fêmur de volta no lugar. (Foto: Direto das Ruas)
Céu precisa de cirurgia para colocar o fêmur de volta no lugar. (Foto: Direto das Ruas)

Ana Paula da Silva Rocha, de 35 anos, procurou o Campo Grande News, por meio do Direto das Ruas, para pedir ajuda com o custeio de uma cirurgia para a Céu, a gatinha de 11 meses, que sofreu um acidente ao cair da janela. A cirurgia custa R$ 1.600 e Ana não tem condições de bancar.

A gatinha de olhos azuis da cor do Céu - que inspirou o nome - sofreu um acidente na manhã da última quarta-feira (5), ao cair da janela do quarto andar de um condomínio no bairro Aero Rancho. Ana explica que a janela não possui tela de proteção, e por isso sempre a mantém fechada, mas na noite anterior ao acidente, dormiu com a janela aberta por conta do calor. Na manhã seguinte, quando saiu para acompanhar a filha até o ponto de ônibus, encontrou Céu caída no chão, do lado de fora do apartamento.

“Achei estranho ela estar lá. Achei que ela tinha descido a escada, mas quando ela levantou eu vi que a perna dela estava estranha”, relata. Ao pegar a gatinha no colo, Ana percebeu o machucado e a levou ao veterinário. Nos gastos com consulta, medicação e raio-x, Ana precisou desembolsar 300 reais.

Raio-x realizado em consulta com o veterinário. (Foto: Direto das Ruas)
Raio-x realizado em consulta com o veterinário. (Foto: Direto das Ruas)

Céu sofreu uma luxação coxofemural, ou seja, o fêmur saiu do lugar. A única forma de resolver o problema é com cirurgia, que custa R$ 1,600.  “Como saiu do lugar, ele [o veterinário] não consegue colocar de volta, só com cirurgia, perguntei para quatro veterinários e eles falaram a mesma coisa”, explica. “Ela está agonizando. Sendo medicada, mas ainda com dor”, completa.

Desempregada, Ana não tem condições de pagar pela cirurgia, e pede ajuda com doações para custear o tratamento. “Ela é como se fosse da família, minha filha, e eu sou muito apegada a ela. Dos três gatos, ela é a mais apegada a mim”, diz. “A gente quer ajudar ela mas a gente não tem condições”, finaliza.

Quem quiser e puder ajudar, Ana aceita doações em dinheiro através do pix  (67)99331-9095. Ela também está rifando um vale gás, por 10 reais cada nome. Para mais informações, basta entrar em contato com a tutora através do número (67) 99331-9095.

Direto das Ruas - O pedido de ajuda chegou pelo Direto das Ruas, o canal de interação dos leitores com o Campo Grande News. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias