ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 12º

Direto das Ruas

Leitor fica mais de uma hora na fila do banco e não consegue atendimento

Indignado com falta de funcionários e sistema fora do ar, correntista também não conseguiu retorno do Procon

Por Gabriela Couto | 19/02/2021 13:17



Nos últimos dias o Direto das Ruas tem recebido reclamações recorrentes de correntistas bancários que amargam horas nas filas de espera para ter acesso as agencias bancárias. A medida faz parte do protocolo de segurança em meio a pandemia do coronavírus. Nesta sexta-feira (19) a reclamação veio do vigilante, Jorge Luis Romero Franco Larrea , 29 anos.

Ele procurou o Campo Grande News para falar da indignação de ter ficado 1h20 na fila da agência 2485 da Caixa Econômica Federal, localizada no bairro Tijuca. O leitor do site queria fazer o adiantamento do saque aniversário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). O pedido só pode ser feito presencialmente nas agências.

“Não tinha funcionário suficiente para atender. É um absurdo gente de idade no sol. Não tem proteção nenhuma para o pessoal ficar na fila e nem fiscalização das regas de biossegurança do lado de fora da agência”, afirmou.

Depois de muita espera, Jorge Luis não conseguiu fazer o procedimento bancário. “O sistema do adiantamento do FGTS estava fora do ar desde ontem sem previsão de voltar. Vou ter que retornar na próxima segunda-feira e sem saber se o sistema vai estar disponível.”

O vigilante procurou a gerente da agência, mas ela estava ocupada no momento. “Também procurei o Procon. Liguei no 151 e só chamava a ligação. Ninguém atendia. No whats não responderam. Fiquei indignado.”

A reportagem entrou em contato com a Caixa Econômico Federal que até o momento não deu resposta. Já o superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão, orientou a população a fazer denúncias pelo 151, WhastApp (67) 9 9158-0088 ou pelo site do Procon https://www.procon.ms.gov.br. Até o fechamento desta matéria ele não retornou a ligação.

A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) define que o tempo máximo de espera nas filas de bancos deve ser de até 20 minutos em dias de movimento normal, e de até 30 minutos nos de pico.

Resposta - A Caixa informou que permanece realizando ações sistêmicas para dar celeridade ao atendimento nas agências e oferecer um serviço de qualidade a todos. "Entre as ações adotadas na Agência Aero Rancho, é possível citar a triagem das filas antes mesmo da abertura da unidade e a recepção qualificada dos clientes durante todo o horário de funcionamento. Somado a isso mantém sinalização/delimitação do piso externo das agências, além de recepcionistas que auxiliam na organização das filas, de forma a garantir o devido afastamento entre as pessoas."

A assessoria de imprensa ainda destacou que o banco realiza o controle do fluxo de pessoas na entrada da agência, de modo a não haver lotação superior a 50% da capacidade de público, para garantir o distanciamento social, como medida de prevenção ao COVID-19.

"Informamos que o banco segue funcionando para atendimento presencial no interior das agências apenas para serviços sociais essenciais, como o saque sem cartão e senha de benefícios do INSS, prova de vida do INSS, saque do Auxílio Emergencial, Seguro Desemprego, Bolsa Família, Abono Salarial e FGTS, solicitação do DPVAT, além de desbloqueio de cartão e senhas de contas."

O banco reforçou que não é preciso madrugar nas filas e esclareceu ainda que todas as pessoas que comparecem às agências no período compreendido entre 8h e 13h são atendidas no mesmo dia. A CAIXA ainda orientou os clientes a acessarem os serviços do banco por meio dos canais digitais.

*Matéria atualizada às 09h31 do dia 21/02

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário