A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

07/06/2018 12:44

Apesar de norma, há posto sem placa com antes e depois do preço do diesel

Iniciativa do Ministério da Justiça obriga empresas a provarem que deram desconto

Ricardo Campos Jr. e Geisy Garnes
Placa com a variação no preço do diesel em unidade da Rede Faleiros (Foto: Geisy Garnes)Placa com a variação no preço do diesel em unidade da Rede Faleiros (Foto: Geisy Garnes)

Desde a quarta-feira (6) os postos de combustíveis de todo o país são obrigados a informar aos clientes os preços do diesel antes e depois da greve dos caminhoneiros, provando que foram aplicados os descontos viabilizados pelo poder público. Em Campo Grande, nem todas as empresas se adequaram.

A portaria, do Ministério da Justiça, afirma que a informação tem que ser clara e ostensiva, cabendo ao Procon avaliar cada situação.

No Posto Aliança, na esquina da Avenida Mato Grosso com a Rua 25 de Dezembro, o diesel baixou de R$ 4,54 para R$ 4,17. Ao invés de um cartaz ou faixa com esse dado, a empresa fixou uma cópia da norma publicada no Diário Oficial, em uma das bombas.

Funcionários disseram que fiscais do Procon estiveram no local e conversaram com o responsável. Não souberam dizer se houve alguma infração, mas aparentemente estava tudo certo.

Posto optou em colar a portaria na íntegra (Foto: Geicy Garnes)Posto optou em colar a portaria na íntegra (Foto: Geicy Garnes)

O Posto Faleiros na esquina das ruas Maracaju com a 13 de Maio já está cumprindo a normativa. Eles providenciaram uma placa onde consta a redução de R$ 3,99 para 3,59. A gerência acrescentou que todas as demais unidades da rede também fizeram o mesmo.

No posto Alloy na Avenida Fernando Corrêa da Costa o combustível baixou de R$ 3,95 para R$ 3,69 e lembrou de avisar os clientes, em conformidade com a portaria. O Auto Posto Pegoraro, na Avenida Doutor João Rosa Píres, também mandou fazer uma placa com o valor, que passou de R$ 4,029 para R$ 3,59.

O posto do Grupo Apoio (bandeira branca), na esquina da Rua 26 de Agosto com Joaquim Dornela, não houve mudanças no preço porque os estoques foram comprados antes da greve e por isso os donos acharam desnecessário providenciar o informativo. O diesel está R$ 3,95 no local.

Sérgio Filho é dono do estabelecimento e diz que as revendedoras que não tem uma distribuidora definida encontram dificuldade para comprar diesel e o abastecimento ainda está sendo normalizado.

Esse mesmo entendimento teve o Posto Vip, na Avenida Marechal Rondon. Eles vendem o produto por R$ 3,79 no débito e R$ 3,94 no crédito, preços antigos, já que os estoques são anteriores às altas. A expectativa e que na próxima semana façam novas compras.

Já no posto da Petrobras na Padre João Crippa não há diesel há uma semana, com previsão de reposição para esta quinta. Como sequer há o produto, os donos também não providenciaram o cartaz.

Variação no preço do diesel no Posto Alloy (Foto: Geicy Garnes)Variação no preço do diesel no Posto Alloy (Foto: Geicy Garnes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions