ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Economia

Depois de gigantes da celulose, Cargill duplicará capacidade de produção

Liana Feitosa | 29/05/2015 16:38
Governador comentou nesta quinta-feira (28) ampliação de indústria de biodiesel de Três Lagoas. (Foto: Fernando Antunes)
Governador comentou nesta quinta-feira (28) ampliação de indústria de biodiesel de Três Lagoas. (Foto: Fernando Antunes)

A fábrica de biodiesel Cargill, que fica em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, vai aumentar sua produção em 52%. Serão investidos R$ 240 milhões em quatro projetos integrados: ampliação da capacidade de processamento de grãos, construção de refinaria de glicerina, ampliação dos modais ferroviário e, posteriormente, modais hidroviários.

Nesta quinta-feira (28), durante coletiva de imprensa na governadoria, Reinaldo Azambuja (PSDB) falou sobre a ampliação. “Dia 10 a Cargil vem aqui anunciar que dobra de tamanho o esmagamento de soja em Três Lagoas, isso porque o Estado tem ambiente de segurança, de competição e uma boa lei de incentivos”, afirmou o governador.

Segundo a indústria, o objetivo é aumentar a capacidade de processamento de soja de 2.100 toneladas por dia para 3.200 toneladas/dia. Dessa forma, a fábrica produzirá mais farelo e óleo para produção do biodiesel. Atualmente, a fábrica está operando com 80% de sua capacidade total.

Contratações - Para tornar possível o empreendimento, serão contratados 25 novos funcionários. A obra contará com aproximadamente 500 trabalhadores. A previsão é que as ampliações e construções levem dois anos para serem concluídas.

No entanto, ainda faltam licenças do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), que ainda não foram emitidas, segundo a Cargill. Como parte do processo de licenciamento para início das obras, foram realizados o EIA-RIMA (Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental).

O objetivo é avaliar tecnicamente as interferências sociais, econômicas e ambientais do empreendimento na comunidade de Três Lagoas.

A indústria instalada em Três Lagoas é voltada para a fabricação de biodiesel, produto que também dá origem à glicerina, ingrediente usado em aplicações industriais. Com a construção da refinaria do projeto, será produzida uma glicerina com 99% de pureza, cujas aplicações são direcionadas às indústrias de cosméticos, alimentos e bebidas.

Mais - Outra indústria que recentemente anunciou expansão na mesma cidade é a Eldorado Brasil, de celulose, que vai duplicar sua linha de produção. A unidade receberá investimentos de R$ 8 bilhões e terá capacidade produtiva de 25 milhões de toneladas de celulose por ano. O término da obra está previsto para o primeiro semestre de 2018.

Também foi aprovado projeto de duplicação da unidade de Três Lagoas da Fibria. A fábrica de celulose fará investimento estimado em R$ 7,7 bilhões para ter capacidade de produção de 3 milhões de toneladas por ano.

Nos siga no Google Notícias