A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/11/2017 16:20

Elite assume "DNA da Mace" e diz que não vai demitir equipe

Ricardo Campos Jr.
Escola Mace em Campo Grande (Foto: divulgação)Escola Mace em Campo Grande (Foto: divulgação)

O grupo de ensino carioca que adquiriu a Mace (Moderna Associação Campo-grandense de Ensino) promete não fazer grandes mudanças estruturais e demitir professores, mas vai agregar a sua marca e a instituição passará a se chamar Elite Mace. A escola ficou por 48 anos nas mãos da família do senador Pedro Chaves até a negociação.

Em nota, o conglomerado trata o processo como uma “união” de sinergias, “ trazendo para a Mato Grosso do Sul seu DNA de excelência acadêmica que faz da rede uma referência em aprovações nos concursos mais disputados do país”.

Além da Mace, o grupo também tornou-se dono das unidades de Dourados e Ponta Porã do colégio Total, que passará a se chamar Elite Total. Os estabelecimentos de ensino internamente passarão a ser chamados segundo os novos nomes, mas a implementação da nova marca será feita gradativamente.

Segundo o comunicado, a maior mudança será a troca dos materiais didáticos Anglo, no caso da Mace, pelas apostilas editadas pela Eleva Educação, dona do Grupo Elite. “Em função disso, as coordenações pedagógicas estão juntas no momento para definir questões operacionais do dia-a-dia escolar”, pontua.

A metodologia de ensino do Elite divide-se em três pontos fundamentais: atenção individualizada ao aluno; valorização do esforço; e ritmo de estudo. A escola acredita que todos os jovens são capazes de alcançar seus sonhos, independentemente do que sejam.

“É necessário [para isso], o direcionamento correto: atenção e dedicação de nossos coordenadores, com planos individuais que atendam às necessidades de cada aluno em particular. Reconhecemos e valorizamos o crescimento intelectual, cultural e social. O comprometimento com o estudo é fundamental para o desenvolvimento e, portanto, deve ser reconhecido. Incentivamos o esforço diário em busca da superação. Rotina forte e fixação de conteúdos com muitos exercícios são fundamentais”, diz a nota.

A instituição também crê que o sucesso depende principalmente da união de esforços da escola com o aluno e a família dele.

Os pais dos alunos da Mace foram comunicados sobre a mudança em uma reunião nessa segunda-feira (13). O encontro teve a participação de representantes do Elite, que garantiram a manutenção nos valores das mensalidades.

Com aproximadamente 15,5 mil alunos somente no Rio de Janeiro, a instituição surgiu em 1999 pelos esforços de um grupo de jovens recém-formados no ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) em uma pequena sala em Madureira. Além de Mato Grosso do Sul, também está presente no Paraná e Minas Gerais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions