ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  17    CAMPO GRANDE 19º

Economia

Em reunião com Reinaldo, BRF anuncia investimento de R$ 121 milhões em MS

Empresa já atua em Dourados e vai ampliar capacidade da unidade que já possui 2 mil funcionários

Por Nyelder Rodrigues | 08/06/2021 14:31
Reinaldo ao lado dos secretários estaduais em conversa com líderes da BRF, por videoconferência (Foto: Chico Ribeiro/Divulgação)
Reinaldo ao lado dos secretários estaduais em conversa com líderes da BRF, por videoconferência (Foto: Chico Ribeiro/Divulgação)

Durante videoconferência com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Produção, Jaime Verruck, e secretário estadual de Fazenda, Felipe Mattos, a empresa BRF anunciou investimento de R$ 121 milhões na unidade do grupo já existente em Dourados.

O encontro virtual aconteceu nesta terça-feira (8), quando Verruck e Azambuja conversaram com o CEO da BRF, Lorival Luz, e pela vice-presidente global de Relações Institucionais e Sustentabilidade da companhia, Grazielle Parenti.

Segundo Lorival, o valor deve ser usado para modernizar a ampliar a planta da BRF douradense - ali, cerca de 2 mil funcionários são empregados atualmente e outros 100 produtores rurais estão envolvidos no fornecimento de matéria prima.

Multinacional brasileira criada em 2013, após Sadia e Perdigão anunciarem fusão, a BRF é uma das principais empresas do ramo alimentício do mundo e praticamente domina o mercado brasileiro no nicho em que atua, possuindo marcas como Qualy, Deline, Claybom, Borella, Banvit, além das originárias Perdigão e Sadia.

"Com este aporte conseguiremos ampliar e modernizar uma unidade que atende tanto o mercado nacional quanto importantes países para os quais exportamos, entre eles a China, com o qual temos uma ótima relação", frisa Lorival sobre a unidade de Dourados.

Já Reinaldo aponta que é fundamental o Estado ter um alinhamento em pautas que são importantes para o Brasil. "Estamos construindo uma pauta de sustentabilidade. Queremos ser um estado carbono zero até 2030", diz o governador.

"Temos ações no Pantanal com painéis solares, entre tantas outras iniciativas incluindo a geração de energia renovável em granjas e aviários", destaca Azambuja, complementado por Verruck. "Vamos continuar agregando valor às matérias primas, como farelo de soja e milho, transformando-as em proteína vegetal para exportação e novos mercados".

Durante a videoconferência, além do investimento para ampliar a planta de Dourados, também foi tratado entre os participantes assuntos como a sustentabilidade ser necessária também nas pautas estaduais e do setor produtivo, com foco em especial a agroindústria, que está ligada a essa área diretamente.

Linha de produção da indústria de alimentos mantida pela BRF em Dourados (Foto: Divulgação/Arquivo)
Linha de produção da indústria de alimentos mantida pela BRF em Dourados (Foto: Divulgação/Arquivo)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário