A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 26 de Maio de 2018

03/12/2009 12:43

Grupo francês vence espanhol e adquire GVT sob polêmica

Redação

Numa operação polêmica, o grupo francês Vivendi venceu a disputa com a multinacional Espanhola pelo comando da GVT, empresa de telefonia fixa concorrente da Oi (ex-Brasil Telecom) em Mato Grosso do Sul. A empresa ofereceu R$ 7,2 bilhões pela concessionária de telefonia que atua nas regiões Centro-Oeste, Sudeste, Sul e Nordeste do País.

A Vivendi elevou 10,8% o valor por ações da companhia. Ela pagou R$ 56 por ação, enquanto a Telefônica, que controla a Telesp, ofertou R$ 50,50 no mês passado. No entanto, a compra causou polêmica no mercado e está sendo investigada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e ainda depende da aprovação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações.

Com a aquisição, pela primeira vez, um companhia francesa chega ao mercado de telefonia de Mato Grosso do Sul. Segundo o jornal Valor Econômico de hoje, a Telefônica ameaça ir à Justiça contra a venda da GVT. O presidente da Vivendi, Jean-Bernard-Levy, afirmou que está tranqüilo. "Fizemos tudo com todo o respeito à regulação brasileira", destacou.

Nova dona - A Vivendi é líder global em comunicação e entretenimento. Ela controla a Activison Blizzard, número em vídeo games global, a Universal Music Group, líder do mercado mundial de música, a SFR, número dois no mercado francês de telefonia fixa, Canal +Group, número em TV por assinatura na França, líder da telefonia no Marrocos e 20% do NBCU, líderes em mídia e entretenimento nos Estados Unidos.

Com 43 mil funcionários, a multinacional teve um faturamento de 25,4 bilhões de euros e receita líquida de 2,7 bilhões. A empresa opera em 77 países.

A GVT - A concessionária de telefonia GVT atua nos estados das regiões Centro-Oeste, Sul, Sudeste e Nordeste do País. A empresa tem 1,2 milhão de linhas de voz, 540.864 ADSL e 135.462 de VoIP.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions