A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017

09/11/2015 15:29

Maior avião do mundo já pode operar em São Paulo

Jean Sampaio

A Agência Nacional de Avição Civil (ANACA) autorizou recentemente as operações do Airbus 380, considerada a maior aeronave em operação comercial no mundo. O avião, que vai poder pousar e decolar do Aeroporto Internacional de Guarulhos, já tem data marcada para seu primeiro voo. A Emirates Airlines, campeã em venda de passagens aereas no Oriente Médio, deve trazer sua aeronave ao Brasil no próximo dia 14.

A autorização da ANAC foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) no último dia 28 e Guarulhos já pode operar voos com este tipo de aeronave. Para recebê-los, entretanto, o aeroporto teve que realizar algumas adaptações e cumprir com requisitos de infraestrutura ditadas pela legislação brasileira e internacional. Entre as obras realizadas no aeroporto estão à ampliação da largura das pistas de taxiamento e de suas respectivas áreas de acostamento.

Guarulhos é o segundo aeroporto no Brasil a receber autorização para operar voos com este tipo de aeronave. Além do aeroporto paulista, o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim – mais conhecido como Galeão – no Rio de Janeiro também tem autorização da agência para receber voos deste porte. Os dois aeroportos são os maiores do país e recebem voos de diversas companhias aéreas entre elas British Airways, United, TAP, TAM e Iberia.

Projeto que regulamenta incentivos no MS será assinado nesta segunda
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sanciona nesta segunda-feira (23) o projeto de lei que regulamenta a criação do Fadefe (Fundo de Apoio ao Desen...
Anatel debate TAC da Oi em reunião extraordinária na segunda-feira
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai se reunir na segunda-feira (23) para deliberar a respeito dos termos de Ajustamento de Conduta (T...



Reforçando, ainda, que o comprimento de pista em si nem sempre impede a operação de grandes aviões em aeroportos pequenos. O problema (além da logística aeroportuária) é que pistas mais curtas limitam a capacidade de carga dessas aeronaves, o que é outra questão (certamente a questão mais sensível, porque envolve a viabilidade econômica dos voos). Na prática, se houver algo assim, provavelmente o escolhido será VCP, pela pura e simples razão de que fica a apenas 100 km de distância. Menos tempo, menos combustível e mais segurança.
 
Geovane Tiburcio de Souza em 09/11/2015 16:06:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions