A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

24/11/2014 17:14

MS está entre os 16 estados que não cumpriram meta de economia este ano

Marta Ferreira
Puccinelli cortou comissionados, no ano passado, como forma de economizar. (Foto: Marcelo Calazans)Puccinelli cortou comissionados, no ano passado, como forma de economizar. (Foto: Marcelo Calazans)

Mato Grosso do Sul é um dos 16 estados brasileiros que, faltando pouco mais de um mês para acabar o ano, caminha para descumprir as metas de economia, recurso que normalmente vai para o pagamento da dívida estadual. A situação é igual à do Governo Federal, que precisou apelar à manobra de mudar as regras, no fim do ano, porque não daria conta de economizar o prometido.

No Estado, o objetivo, ao início do ano, era chegar ao fim do ano com sobra de R$ 440,7 milhões. Mas, segundo relatório do Tesouro Nacional, divulgado neste fim de semana pelo jornal Folha de S.Paulo, o montante poupado pelo governo sul-mato-grossense é de apenas R$ 66 milhões, o que significa apenas 14% do previsto.

A diferença entre o montante proposto de economia e o alcançado, conforme o relatório, chega a R$ 375 milhões.

Está na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentarias) aprovada em julho do ano passado, a previsão de superávit no tesouro estadual. Não há uma punição prevista caso o objetivo não seja atendido.

Preocupado com o caixa, no ano passado o atual governador, André Puccinelli (PMDB), determinou cortes, incluindo a redução no número de cargos comissionados ocupados. Nessa fase de transição, ele tem dito que Reinaldo Azambuja (PSDB), eleito para chefiar o Executivo a partir de 2014, terá pouco espaço para manobrar, pois a máquina pública está bastante enxuta.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions