A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/01/2013 17:57

Postos estão vendendo gasolina parcelada no cartão de crédito

Gabriel Neris e Mariana Lopes
Posto de Campo Grande parcela combustível em duas vezes no cartão de crédito (Foto: Luciano Muta)Posto de Campo Grande parcela combustível em duas vezes no cartão de crédito (Foto: Luciano Muta)

Em tempos em que o preço do combustível está em alta, a solução para os proprietários dos estabelecimentos é usar a criatividade. Em Campo Grande, pelo menos dois postos de combustível estão oferecendo aos clientes a possibilidade de fazer a compra parcelada no cartão de crédito, situação impensável até pouco tempo.

As novidades foram encontradas no posto Alloy, localizado no cruzamento da avenida Fernando Correa da Costa com a rua 14 de Julho, e no São Marcos, na Padre João Crippa com a Marechal Cândido Mariano Rondon. Nos dois locais, a gasolina está sendo vendida a R$ 2,80. 

É possível parcelar a compra em duas vezes, nos dois estabelecimentos. Para encher um tanque de 45 litros, de um carro popular, o cliente vai pagar R$ 126, que, nestes postos, pode ser parcelado em duas vezes de R$ 63,00.

O diretor de comunicação do Sinpetro/MS (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul), Marcos Alceu da Silva Villalba, diz que a prática em comercializar o combustível a prazo não é comum.

“O grande câncer do ramo é o cartão de crédito. É muito raro, mas é uma prática que não tem como fugir”, avalia. Não há números de quantos postos comercializam combustível a prazo.

A gerente financeira do posto Alloy, Eliana Mara Rezende, comenta que a novidade está em vigência desde o ano passado e a procura pelo combustível aumentou. Tanto no posto Alloy, quanto no posto São Marcos, os motoristas podem parcelar a compra abastecendo acima de R$ 100,00.

O advogado José Ruriz, 30 anos, cliente do posto, acredita que é uma estratégia de marketing. “É bom para quem tem consciência financeira, mas pode ser uma armadilha do crédito, pois o cliente vai pagar a gasolina deste mês e a do mês passado, ou então vira uma bola de neve”, opina.

O marceneiro Lucas Aguiar de Freitas, de 29 anos, aprovou a promoção do posto e conta que sempre utiliza o crédito para encher o tanque do carro. “Principalmente no final do mês, que o dinheiro está mais curto, é uma boa estratégia”, argumenta.

Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


Comida e Gasolina são dois elementos que nao podemos parcelar pois eles sempre virão, inclusive o mês todo...
 
Rafael Silveira Britto em 25/01/2013 07:48:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions