A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017

27/11/2014 18:58

Prefeitura e Fiems fazem parceria para o desenvolvimento econômico

Priscilla Peres
Gilmar Olarte e Sergio Longen se reuniram hoje. (Foto: Fiems)Gilmar Olarte e Sergio Longen se reuniram hoje. (Foto: Fiems)

A Fiems (Federação da Indústria de MS) e a prefeitura de Campo Grande firmaram parceria para elaborar um projeto em conjunto para acelerar o desenvolvimento econômico do município. As ações vão abordar a liberação de alvarás e de licenciamento ambiental para a instalação e funcionamento de empreendimentos na cidade.

“Queremos que o projeto de desenvolvimento do município seja revisto para que possamos ganhar velocidade nesse momento de dificuldade do setor empresarial como um todo”, pontuou o presidente da Fiems, Sérgio Longen, completando que o prefeito se comprometeu em alinhar as propostas que possam trazer resultados imediatos para o desenvolvimento da Capital.

Longen ressaltou que irá atuar juntamente com os vereadores, para poder lançar esse projeto de forma emergencial. "Dessa forma, vamos fazer com esse projeto flua com recursos do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e do BNDES, conseguindo, assim, sair desse momento de dificuldade pelo qual passa a nossa economia”, analisou o presidente da Fiems.

Já o prefeito Gilmar Olarte destacou que a Prefeitura precisa de celeridade para que possa oferecer um ambiente seguro e rápido para o empresário neste momento de crise. “Temos de sair da nossa zona de conforto e a Prefeitura já vinha se preparando para isso. Agora vamos aproveitar esse momento para iniciar o atendimento rápido, diferenciado e eficaz para todo o setor empresarial, principalmente”, garantiu.

Gilmar Olarte ressaltou que a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, de Ciência e Tecnologia, do Turismo e do Agronegócio) e a Fiems vão construir uma proposta rápida para dar celeridade ao desenvolvimento da Capital. “As medidas que foram necessárias para que haja essa celeridade serão tomadas pela Prefeitura. Não se pode ficar esperando licenças ou alvarás, as coisas têm de ser rápidas para que não se perca recursos e não se passe nenhum tipo de insegurança para quem está investindo ou para quem pretende investir aqui em Campo Grande”, assegurou.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, de Ciência e Tecnologia, do Turismo e do Agronegócio, Natal Baglioni Meira Barros, garantiu que sua equipe vai levantar o que está dificultando o andamento de investimentos privados em Campo Grande, se é a demora na liberação de uma licença ambiental, de um alvará ou se é um processo que está nas mãos da Sedesc.

Mega-Sena deste sábado pode pagar prêmio de R$ 11,5 milhões
A Mega-Sena pode pagar hoje (21) R$ 11,5 milhões, prêmio do sorteio número 1.980, que será realizado às 20h (horário de Brasília). As apostas podem s...
Companhias serão investigadas por dizer que bagagem cobrada barateou passagens
O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor determinou hoje (20) a abertura de processo administrativo contra a Associação Brasileira de Empres...
Mais de R$ 1 bilhão de abono salarial de 2015 ainda não foram sacados
Mais de R$ 1 bilhão referente ao abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 ainda não foram sacados. Segundo o governo federal, o dinheiro pertence a ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions