A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

31/01/2008 12:28

Redução na tarifa de energia foi insuficiente, diz Fiems

Redação

A redução de 18.93% na tarifa de energia elétrica que a Enersul deverá aplicar em Mato Grosso do Sul a partir de abril deste ano foi considerada "insuficiente" pelo presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul, Sérgio Marcolino Longen, que comentou a decisão tomada pela Agência Nacional de Energia Elétrica na manhã desta quinta-feira (31 de janeiro) para compensar o erro na base de remuneração adotada na revisão tarifária de 2003.

"Esse índice de 18,93% é pouco, pois está aquém da necessidade do setor. Precisamos de um redutor maior para ter mais poder de competitividade com os grandes centros do País", afirmou Longen, por meio de sua assessoria. Segundo ele, o setor industrial aguardava uma redução superior a 20%. O índice aplicado foi definido na 1ª Reunião Pública Extraordinária da Aneel, e ainda depende de audiência pública a ser realizada no dia 13 de março, em Campo Grande.

Longen também criticou a proposta da Enersul em reembolsar os consumidores R$ 200 milhões (valor que teria sido faturado a mais desde 2003) em cinco anos, e não de uma única vez em abril. "Esse pleito é inadmissível e inaceitável, pois os valores cobrados a mais em 2003 já estão nos cofres da empresa", disparou, ao ressaltar que a compensação deve ser imediata. "Não podemos aceitar, em hipótese alguma, que seja parcelado o valor já recolhido".

O presidente da Fiems defendeu que o ressarcimento seja efetuado nos mesmos moldes do adotado em Minais Gerais, onde foi aplicada de uma vez redução de 14% na tarifa. A diretoria da Aneel considera que o pagamento total do ressarcimento seja em 8 de abril, e determina que a empresa especifique nas contas o fator que motivou a redução para que o consumidor não tenha uma percepção distorcida quanto ao real custo do serviço.

Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...
Dólar sobe 1% e fecha quinta-feira cotado acima dos R$ 3,70
O dólar fechou a quinta-feira (18) cotado acima dos R$ 3,70. A moeda subiu 1,16%, atingindo R$ 3,7250. O Índice Bovespa (Bolsa de Valores de São Paul...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions