ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 11º

Educação e Tecnologia

Apenas 4 municípios de MS já atingiram meta de alfabetização prevista para 2030

Deodápolis, Angélica, Mundo Novo e Laguna Carapã ultrapassaram 80% de alfabetização ao final do 2º ano

Por Jhefferson Gamarra | 14/06/2024 17:15
Alunos da educação infantil de Mundo Novo, cidade que antingiu meta de alfabetização (Foto: Divulgação/Prefeitura Mundo Novo)
Alunos da educação infantil de Mundo Novo, cidade que antingiu meta de alfabetização (Foto: Divulgação/Prefeitura Mundo Novo)

Dados divulgados pelo MEC (Ministério da Educação) revelam que apenas 4 municípios de Mato Grosso do Sul já alcançaram e até superaram as metas estabelecidas para a alfabetização até 2030, que é de 80%. O Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, lançado em 2023, visa assegurar que todas as crianças brasileiras estejam plenamente alfabetizadas até o término do 2º ano do ensino fundamental.

No Estado, todos os municípios aderiram ao compromisso. Deodápolis (97,0%), Angélica (93,0%), Mundo Novo (83,8%) e Laguna Carapã (83,0%) são os únicos que atingiram índices de alfabetização.

O resultado coloca essas localidades no nível 5 de alfabetização, o mais avançado segundo os critérios do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Este patamar significa que os estudantes não apenas dominam a leitura básica, mas também são capazes de compreender textos mais complexos.

No ano passado, o Ministério da Educação estabeleceu metas de alfabetização para todos os estados visando alcançar o patamar de 2019, pré-pandemia. Mato Grosso do Sul superou a meta, atingindo 47% de crianças das redes públicas no nível adequado de alfabetização até o final de 2023, o que representa um excedente de 7 pontos percentuais em relação ao objetivo estabelecido.

As novas metas para Mato Grosso do Sul, conforme o compromisso, são: alcançar 53% até 2024, 58% até 2025, 63% até 2026, 68% até 2027, 72% até 2028, 76% até 2029 e 80% até 2030.

Outros municípios em diferentes estágios de progresso:

Entre 70% e 80% de alfabetização: Coronel Sapucaia (79,0%), Glória de Dourados (78,9%), Taquarussu (78,9%), Alcinópolis (76,7%), Paraíso das Águas (76,4%), Eldorado (75,4%), Aral Moreira (73,9%), Itaquiraí (73,4%), Água Clara (70,2%) e Aquidauana (70,0%).

Entre 60% e 70% de alfabetização: Três Lagoas (69,9%), Itaporã (69,0%), Jateí (66,7%), Vicentina (65,4%), Anaurilândia (65,2%), Ivinhema (61,8%), Fátima do Sul (60,8%), Terenos (60,4%) e Naviraí (60,3%).

Entretanto, nem todos os municípios estão no mesmo ritmo de progresso. Dados preocupantes revelam que algumas localidades, como Douradina (28,8%), Anastácio (27,4%), Selvíria (26,7%), Miranda (26,6%), Bandeirantes (26,0%), Ladário (25,2%), Juti (22,6%) e Japorã (12,7%) ainda apresentam taxas de alfabetização abaixo dos 30%.

Mato Grosso do Sul recebeu do MEC um investimento de R$ 17 milhões para alcançar suas metas. Além do alinhamento do Sistema de Avaliação, o compromisso inclui diversas iniciativas locais:

  • Política de alfabetização: O estado manteve sua política existente, o MS Alfabetiza. O MEC investiu R$ 656 mil em bolsas para a Rede de Articulação da Gestão, Formação e Mobilização, envolvendo 79 articuladores municipais, 36 regionais e 2 estaduais.
  • Comitês Estratégicos: Mato Grosso do Sul instituiu os Comitês Estratégicos Estaduais para coordenar estratégias locais em prol da alfabetização.
  • Formação de professores e gestores: O MEC destinou R$ 7,5 milhões para formação de 9.485 profissionais. A formação dos professores de educação infantil, em parceria com a UFMS, envolve 99,6% dos municípios sul-mato-grossenses, beneficiando 3.556 cursistas.
  • Infraestrutura: Foram investidos R$ 2,2 milhões para criar 1.197 Cantinhos da Leitura em salas de 1º e 2º ano, e outros R$ 3,8 milhões em materiais complementares, incluindo 7.752 materiais para docentes e 182.935 para estudantes.
  • Boas práticas: O estado implementou um mecanismo estadual para reconhecer e incentivar boas práticas de alfabetização.
Nos siga no Google Notícias