ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 13º

Educação e Tecnologia

Educação entrega kit hortifrúti, mas avalia continuidade na volta às aulas

Previsão é retornar aulas no formato híbrido - com atividade presenciais e remotas - no dia 19 de julho

Por Tainá Jara | 15/05/2021 09:13
Kit de verduras foram preparados por agricultores locais (Foto: Divulgação/Semed)
Kit de verduras foram preparados por agricultores locais (Foto: Divulgação/Semed)

O tempo entre a aprovação do projeto na Câmara de Vereadores e a entrega dos kits merenda da agricultura familiar levou poucas horas, porém, a Semed (Secretaria Municipal de Educação) ainda avalia a continuidade do programa, iniciado nesta semana, no retorno das aulas presenciais, previsto para o dia 19 de julho.

Entre os vereadores, a proposta de autoria de Delei Pinheiro (PSD) foi aprovada por maioria em regime de urgência, na última terça-feira. A entrega de alimentos para 32 mil famílias cadastradas no Bolsa Família, começou no mesmo dia.

Apesar da previsão de distribuição até o final da pandemia, a secretaria ainda avalia a continuidade do programa com a volta das aulas presenciais. O sistema híbrido, com atividades presenciais e remotas, não vai colocar todas as crianças nas salas de aula de uma só vez, mas ainda vai manter parte das turmas no sistema remoto, portanto, ainda sem fazer a merenda nas escolas.

Entregues nesta semana, os kits continham abóbora verde, batata-doce, beterraba, cenoura, chuchu, goiaba, poncã e tomate. Além disso, será entregue um quilo de polpa de fruta a cada família. No total, serão utilizadas 118 toneladas de frutas e verduras para a montagem do kit, e cada um pesa, em média, 3,5 quilos.

O kit hortifrúti é um complemento ao kit merenda. Desde março de 2020 até agora – quando as aulas presenciais foram suspensas -, a prefeitura entregou mais de 150 mil kits merenda para famílias de alunos.

Cada kit merenda é composto por cinco quilos de arroz, um quilo de feijão, 500 gramas de macarrão, um quilo de leite em pó, 400 gramas de biscoito e 340 gramas de extrato de tomate. Alunos com alergia a glúten e intolerância à lactose também foram atendidos nas especificidades – pois, de acordo com a necessidade, o kit ainda tem biscoito sem glúten, biscoito sequilho, leite de soja, leite com fórmula hidrolisada e leite sem lactose.

As aulas presenciais estão suspensas até o dia 1° de julho, de acordo com Decreto municipal n. 14.613, publicado no Diogrande do dia 4 de fevereiro. Até lá, o atendimento remoto é feito aos estudantes com utilização de plataformas tecnológicas, internet, televisão, rádio e os cadernos de atividades impressos. Recesso deve ocorrer entre 2 a 16 de julho.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário