ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 23º

Enquetes

Maioria dos leitores diz que não espera o Refis para pagar imposto atrasado

Programa oferece descontos sobre juros e multas em renegociação de débitos com a prefeitura

Por Aletheya Alves | 09/06/2021 07:32
Renegociações podem ser feitas na Central do IPTU, em Campo Grande (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)
Renegociações podem ser feitas na Central do IPTU, em Campo Grande (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)

Sem esperar por descontos sobre juros e multas, a maioria dos leitores disse que não costuma aguardar pelo Refis para pagar imposto atrasado. O programa oferece desconto de até 100% sobre o acréscimo nos débitos dos contribuintes que possuem dívida ativa.

Do total, 64% dos leitores que participaram da enquete do Campo Grande News disseram não esperar pelo Programa de Pagamento Incentivado, enquanto 34% relataram usar os benefícios do Refis. Parte da maioria, Fátima Acosta explicou que, em sua opinião, não vê lucro em deixar as contas atrasadas.

Também nesse sentido, Demar Ferreira explicou que só aguarda quando as contas ficam complicadas, “caso contrário pago integral ou parcelo sem deixar atrasar as parcelas”, diz. Todos os débitos tributários ou não tributários que estejam vencidos, ajuizados ou não e inscritos ou não na dívida ativa entram no programa.

Dentro da lista estão impostos como IPTU, ISS, ITBI e taxas públicas.Com o programa, a prefeitura oferece desconto em multas e juros que chega a 100%. Em casos de parcelamento em até 6 meses, os descontos podem atingir 75%, já com a divisão dos débitos em 12 vezes, o desconto será de 30%.

Neste ano, os contribuintes com dívida ativa têm até o dia 10 de julho para aderir ao Refis e renegociar os valores.

Maioria, 64% dos leitores dizem não esperar o Refis para pagar imposto atradaso. (Foto: Reprodução)
Maioria, 64% dos leitores dizem não esperar o Refis para pagar imposto atradaso. (Foto: Reprodução)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário