A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

13/11/2013 21:06

Argentino é o primeiro técnico estrangeiro do MS

Vinícius Squinelo

O argentino Mario Orlando Gambini, ex-treinador do Alvear, equipe da segunda divisão do país vizinho, será o primeiro estrangeiro, pelo menos dentro da história recente do futebol sul-mato-grossense, a treinar um time no Estado, no caso, o Itaporã.

Segundo informações do site Gazeta MS, o anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, por meio do manager Roderlei Pachani, um dos assessores do Ministério do Esporte, amigo presidente do Itaporã, Arthur Werder, e que está colaborando voluntariosamente com a estruturação da equipe para o Campeonato Estadual do ano que vem.

Segundo Pachani, o acordo foi feito através de uma empresa paulista especializada no agenciamento de treinadores e atletas. Com o acordo, o clube irá arcar com uma parcela do salário, enquanto o empresário será responsável pelo restante do valor. O mesmo tipo de contrato será feito com os jogadores que a empresa trouxer.

“Estávamos conversando com a diretoria sobre as possibilidades de contratação, quando recebi o contato do empresário do Gambini, sugerindo o acerto com o treinador, já que o futebol de Mato Grosso do Sul não tinha nenhum estrangeiro, e além do trabalho dentro de campo, ele poderia contribuir também fora das quatro linhas, como um personagem novo, dando mais visibilidade ao time”, explicou Pachani.

O treinador desembarca no Brasil ainda esta semana, trazendo três jogadores de confiança. Outros atletas devem chegar nos próximos dias, para darem início aos trabalhos visando a competição, já na segunda-feira. “Estamos acertando alguns detalhes de alojamento. A apresentação oficial acontece segunda-feira, às 19 horas, no salão da Secretaria de Assistência Social. O importante é que o grupo está começando a ganhar forma”, disse Pachani.

Entre os atletas que foram acertados estão: Branco, atacante com passagem de oito anos pela base do Santos e que atualmente estava na Juventus, de São Paulo; Jaques, lateral-direito que também vem da Juvetus; William Pacheco, jogador da categoria Sub-23 do Corinthians, e Bebeto, centroavante que vem de São Luís do Maranhão. De acordo com o manager, jogadores da cidade e região também receberão oportunidades. “O objetivo é montar uma espinhal dorsal do elenco, forte, que possa brigar pelo título, sendo completada com atletas da casa. As portas do clube estarão abertas, pois sabemos que na região existem bons jogadores”, disse.

Ainda segundo Pachani, o objetivo é trazer mais nomes que integram a base de grandes clubes como Palmeiras, Coritiba e Vasco, mas por enquanto há apenas especulações. “Werder e eu estamos analisando as possibilidades, já que alguns desses atletas são jovens e precisam ganhar mais experiência”, explicou. Outra novidade é que no próximo dia 10 de dezembro, o Itaporã fará um amistoso contra o Noroeste de Bauru, no Estádio Chavinha, em comemoração ao aniversário da cidade; o evento também servirá para o novo técnico observar melhor o comportamento do grupo.

MS volta de Seletiva Sub-18 em RS com 3 medalhas de ouro e uma de prata
Os judocas de Mato Grosso do Sul que foram para Porto Alegre (RS) disputar a Seletiva Nacional Sub-18, competição que vale para o ranking de 2018, vo...
Sul-mato-grossenses conquistam medalhas no Brasileiro e Torneio Open
Dois nadadores sul-mato-grossenses conquistaram várias medalhas no Campeonato Brasileiro Senior de Natação e do Torneio Open CBDA - Correios, disputa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions