A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

15/11/2013 08:23

Brasileiro de Motovelocidade na Capital tem seis pilotos na briga pelo título

Helton Verão
Argentinos lideram e podem encaminhar o título na Capital Morena (Foto: Divulgação)Argentinos lideram e podem encaminhar o título na Capital Morena (Foto: Divulgação)

Campo Grande recebe neste domingo (17) a sétima e penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Evento que pode definir o rumo da competição no GP 1000, principal categoria. Os seis primeiros colocados na tabela de pontos têm chance matemática de conquistar o título.

Os dois primeiros são representantes argentinos: Luciano Ribodino, da Alex Barros Racing, e Diego Pierluigi, que leva as cores da JC Racing Team. Eles somam 113 e 75 pontos, respectivamente.

O brasileiro melhor colocado é Wesley Gutierrez, paranaense que defende a Motonil Motors e soma 74. O paulista Danilo Lewis, inscrito pela PRT/RC3 Brasil, vem em seguida, com 68, à frente do português Miguel Praia, que compete pela Center Moto Racing Team e tem 64. Outro paranaense, Diego Faustino, completa a lista dos que reúnem chance matemática de título. Piloto da Petronas Eurobike SBK Team, ele soma 62 pontos.

Ribodino e Pierluigi são os pilotos que mais venceram na temporada. Depois da vitória de Alexandre Barros na primeira etapa do Moto 1000 GP, em São Paulo (SP), Ribodino venceria as duas corridas seguintes, realizadas em Curitiba (PR) e São Paulo (SP). Faustino esteve no topo do pódio na quarta etapa, em Cascavel (PR). A partir de então, foi Pierluigi, que não participou das duas primeiras corridas de 2013, quem viu a bandeira quadriculada nas duas corridas seguintes, em São Paulo e em Santa Cruz do Sul (RS).

O traçado de 3.433 metros do Autódromo Internacional de Campo Grande é uma novidade para o evento e para boa parte dos pilotos e equipes, que devem mexer nas configurações dos componentes para uma pista abrasiva e bastante quente, característica da capital sul-mato-grossense nessa época do ano.

Os primeiros treinos livres, agendados para esta sexta-feira (15), terão especial serão importância nesse contexto.

Os ingressos para a etapa do Moto 1000 GP custam R$ 10 para arquibancada, estudantes e idosos pagam meia R$ 5. O valor para ter acesso ao Paddock (boxes) é de R$ 35,00. Os convites podem ser adquiridos nos Postos Petrobras em Campo Grande e no domingo, a partir das 7 horas, na portaria do Autódromo de Campo Grande.



Os pilotos ficaram muito insatisfeitos com a pista, mas parece que uma simples reforma, algo feito de última hora fez a pista mudar drasticamente! Isso mostra que um pouco de cuidado tornaria a pista apta a receber a stock car, SBK Series, GT Series, F-3, F-Truck e quem sabe até uma corrida da porshe supercup.
Além de todos os competidores e equipes que ocupam os hotels, temos o pessoal que vem de fora para curtir a corrida. Não são pouco que viagem de Cuiabá para ver stock car.
Tá ai uma dica para a prefeitura melhorar a pista e receber talvez uma corrida por mês, de fevereiro a novembro do ano que vem.
Dá água para o vinho”, dizem pilotos sobre a pista...
http://www.moto1000gp.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=235&catid=5&Itemid=37
 
Lucas Neves em 16/11/2013 09:33:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions