ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 26º

Esportes

Em jogo com homenagem a Barbosa, Vasco empata em 2 a 2 com Madureira

O empate fez o Vasco subir uma posição na tabela de classificação, chegando à oitava colocação com seis pontos

Por Leonardo Pinto | 27/03/2021 17:04
Moacir Barbosa, goleiro com a camisa 1 do uniforme do Vasco. (Foto: Acervo/Vasco)
Moacir Barbosa, goleiro com a camisa 1 do uniforme do Vasco. (Foto: Acervo/Vasco)

Em um dia histórico em que o lendário goleiro Barbosa completaria 100 anos, o Vasco empatou neste sábado com o Madureira por 2 a 2, no estádio Los Larios, no bairro de Xerém, na cidade de Duque de Caxias (RJ), pela sexta rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Com homenagens ao centenário do ídolo cruzmaltino, a equipe comandada pelo técnico Marcelo Cabo, que fez a sua quarta partida desde a contratação, jogou bem no primeiro tempo, com outra boa atuação do jovem meia paraguaio Matías Galarza. Mas sucumbiu na etapa final e, em duas bolas paradas praticamente seguidas, viu o Madureira empatar.

O empate fez o Vasco subir uma posição na tabela de classificação, chegando à oitava colocação com seis pontos. O Madureira foi da quarta para a terceira posição, com 10.

Como se estivessem imbuídos pelo forte espírito de Barbosa, os jogadores do Vasco entraram com tudo para a partida, com forte pressão sobre o Madureira nos primeiros 15 minutos. Mas foi na metade do primeiro tempo que o time da casa abriu o placar, com boa jogada construída por Marquinhos Gabriel e Cayo Tenório, que achou Galarza em passe rasteiro na grande área. O paraguaio de apenas 19 anos mandou de primeira, livre de marcação, para as redes de Felipe Lacerda.

Galarza, que recentemente subiu da base para o profissional do Vasco, anotou um golaço na última vitória, contra o Macaé, e não deu outra: Marcelo Cabo sacou o volante Juninho para dar lugar ao jovem promissor neste sábado.

Com o gol, apesar de ter caído um pouco aquela gana do início, o Vasco continuou dominando até o fim do primeiro tempo. Depois do intervalo, o ritmo continuou bom para o lado vascaíno, resultando no segundo gol, em um chute belíssimo de fora da área do lateral-esquerdo Zeca.

O jogo parecia ganho, mas o calor de 40ºC e o ritmo acelerado do Vasco no primeiro tempo não foram uma combinação boa para o resto da partida. O Madureira reagiu, aproveitando a queda física dos mandantes, para diminuir o marcador com desvio de Victor Feitosa, após uma cobrança de falta.

Apenas alguns minutos depois, veio o empate dos visitantes com o baque do Vasco na partida, em mais uma bola parada. O zagueiro Maurício Barbosa, de cabeça, após cruzamento de Rodrigo Yuri, deixou tudo igual em Xerém: 2 a 2. Um balde de água fria para os vascaínos, que até tentaram as últimas investidas no ataque, pressionando o Madureira, mas sem sucesso.

Lucão é o modelo da camisa em comemoração aos 100 anos de Barbosa, ídolo do Vasco — Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama
Lucão é o modelo da camisa em comemoração aos 100 anos de Barbosa, ídolo do Vasco — Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário