A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/10/2013 09:36

Falta de seriedade põe futebol de MS em 21º e bem atrás do Mato Grosso

Helton Verão e Edivaldo Bitencourt
Dirigentes juram estar cansados de ver o futebol do Estado na situação que se encontra, ocupando a 21º colocação no ranking por estados do PaísDirigentes "juram" estar cansados de ver o futebol do Estado na situação que se encontra, ocupando a 21º colocação no ranking por estados do País

O ranking por federações e clubes da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) expõe a fragilidade e a pobreza do futebol de Mato Grosso do Sul, que fica atrás do esporte no estado vizinho. É a continuidade de um dos piores períodos do esporte sul-mato-grossense, que fica em 21º lugar entre os 27 estados brasileiros, e atrás do Mato Grosso, que está em 15º e tem dois clubes na Série C (isso que o Luverdense pode subir para a B ainda este ano).

No ranking de clubes, o melhor classificado de Mato Grosso do Sul é o Cene, na 74º, em seguido pelo Naviraiense, na 111º colocação, empatados estão Aquidaunense e Ivinhema, na 155º. O Comercial, que já viveu fase áurea, está 180º. Situação pior e mais vergonhosa está o Operário Futebol Clube, na 203º, que deixou na lembrança dos saudosistas e dos torcedores mais fanáticos o destaque nacional e a conquista do 3º lugar em campeonato nacional.

A nova fórmula de calcular os pontos para o ranking da CBF tem como quesitos um título de 2012 vale cinco vezes mais do que um de 2008; é somente consideradas as competições dos últimos cinco anos; nenhuma anterior entra na pontuação; há diferenças consideráveis entre as pontuações de um primeiro e um segundo lugar em um torneio; existe um bônus aplicado aos clubes impedidos de pontuar na Copa do Brasil, por terem disputado a Copa Libertadores ou a Copa Sul-Americana.

Como superarNo entanto, os clubes do Estado não conseguem superar o estigma e conquistar a torcida, apesar da criação de programas sócio torcedores, promoções com ingressos e camisas e até eventos beneficentes. No entanto, os próprios dirigentes reconhecem que falta seriedade no futebol profissional.

“Para melhorar o atual quadro do futebol de Mato Grosso do Sul é preciso algo que falta há tempos, a seriedade e as categorias de base. No futebol tem muita picaretagem. Os valores estão na base, tem muito empresário querendo se aproveitar do clube para mostrar o jogador, vender e ganhar dinheiro. Mato Grosso está na frente por causa disso ai”, critica o presidente do Comercial, Luiz Cortez.

Cortez lembra que assumiu o Colorado em uma fase difícil. No entanto, prevê, que com um trabalho de pouco mais de dois anos, será possível colher os frutos. “Vamos trabalhar. Não adianta ficar chorando falando da Federação, ela pode até ter culpa, mas não total. Os dirigentes e os clubes tem que começar a olhar para si. Em dois anos almejo colher os frutos deste trabalho que estamos iniciando”, revelou o dirigente.

O presidente diz que já avisou a comissão técnica que deverá existir a integração entre categoria de base e o profissional. “Uma exigência que fiz ao Paulinho (Rezende) é que tem que trabalhar com a base. Lógico não vou lançar 10 jogadores de uma vez, mas alguns sim. Nosso Estado é um celeiro de joias, temos que aproveitar”, ressalta o presidente.

Otimismo – O presidente do atual campeão estadual, o Cene, vê como positivo o momento do futebol de Mato Grosso do Sul. “Vejo com o otimismo o futebol no Estado, está crescendo, o nível técnico está aumentando. E quando um clube do Estado mudar de divisão no Brasileiro, vai dar ser um gás para os demais clubes, pois abre vaga para outro. Ajuda na chegada de patrocinadores, a televisão, que gradualmente está aumentando o número de transmissão”, salienta José Rodrigues.

O Furacão Amarelo já tem vaga garantida no Campeonato Brasileiro da Série D em 2014 e Rodrigues não esconde o maior objetivo do clube. “No futebol se aprende a sonhar por prestações, queremos sempre o mais longe, mas o objetivo é ganhar o próximo jogo. Mas queremos fazer do Cene 2014, uma equipe que consiga uma vaga na Sul-Americana”, responde o presidente, citando a possibilidade de vencer a Copa Verde, que será criada no ano que vem e o vencedor, disputa uma vaga na copa continental com o campeão da Copa Nordeste.

O Luverdense irá enfrentar o Caxias em jogos de ida e volta neste fim de semana. Caso passe de fase, garante vaga na Série B do Brasileirão O Luverdense irá enfrentar o Caxias em jogos de ida e volta neste fim de semana. Caso passe de fase, garante vaga na Série B do Brasileirão

O vice-presidente da FFMS (Federação de Futebol de MS), Marco Antonio Tavares, se diz conformado do Estado vizinho estar a frente do nosso e que o futebol do nosso Estado está evoluindo. “Inegavelmente eles são melhores que a gente. Lá eles recebem o investimento de R$ 3 milhões do Governo do Estado deles, aqui recebemos R$ 500 mil. Essa nova forma de ranking da CBF cobra títulos recentes. No Mato Grosso temos o Luverdense quase na série B do Brasileiro, eles já tem outro clube na Série C (Cuiabá) e mais um na Série D”, diferencia Tavares.

Competições durante todo o ano estão sendo prometidas pela FFMS já a algum tempo, para 2014, a promessa é de uma seletiva para uma vaga na Copa do Brasil e a outra para a vaga na Copa Verde.

Cene será o representante de MS em Copa contra 8 estados, mais DF
O torneio que previa movimentar o segundo semestre de estados que não possuem clubes nas Séries A, B e até C, a Copa Verde, já não vai mais cumprir e...
Comercial fica só no empate e é eliminado pela Seduc no Sub-17
O Comercial foi eliminado do Estadual Sub-17 ao empatar em 1 a 1 com o Seduc, na tarde deste sábado (16) em Campo Grande, no estádio Olho do Furacão....


Meu Deus!!!!!!!! Mato Grosso do Sul perde em tudo para o vizinho, quando isso vai acabar? Vou mudar para Mato Grosso, adeus.......kkkkkkkkkk
 
Thiago Simione Jr em 29/10/2013 01:36:08
O nosso futebol precisa de mais esportista e menos políticos. Pela falta de bons dirigentes, nosso futebol está entregue nas mãos de falsos empresários, que ficam iludindo os garotos que antes mesmos de conseguirem espaços nos times profissionais, já são levados pra lá e pra cá, sem continuidades em lugal algum.
 
Manoel Belo Viração Filho em 21/10/2013 12:27:22
Algum jornalista consegue publicar a relação de quem tem direito a voto na FFMS e o Operário Futebol Clube???? Algum membro da FFMS consegue publicar tal lisa? O Toni Vieira pode?
 
Tasso Guerra Junior em 20/10/2013 21:46:56
AINDA BEM ......POIS ESTE NEGOCIO DE FUTEBOL PROFISSIONAL SÓ ATRAI...BANDIDAGEM..TORCIDAS ORGANIZADAS...BADERNA NAS RUAS....AS PESSOAS DEVERIAM VALORIZAR OS ESPORTE AMADOR...POIS É MAIS DEMOCRÁTICO..!
 
carlos cruz em 20/10/2013 08:34:45
É lamentável, que um Estado rico como esse, e o futebol está numa situação dessas.O nosso futebol está atrasado uns 50 anos.Vamos acordar!!
 
carlos rocha em 19/10/2013 20:26:13
Boa Noite, é muito triste saber que estamos na UTI e o que é pior não teremos atendimento enquanto este Sr. estiver no comando.
Vamos Azulão da Princesa vamos ser Campeão 2014.
 
Max Sander Oliveira Lucas em 19/10/2013 18:33:40
FORA CEZÁRIO!!!
 
Thiago Coco em 19/10/2013 16:43:14
enquanto o sul mato grossense torcer por agremiações de outros estados, o futebol daqui cairá ainda mais, pois clube sem torcida nao prospera por muito tempo e torcedor não pode ter dois times. tipo aqui sou operariano no rio sou vascaino, nao existe
 
jose primo coqueiro em 19/10/2013 16:05:26
Desde a criação do Estado, são os mesmos administradores. A situação é crítica, nem respaldo político tem, veja o caso da copa que foi para o Estado vizinho. Mudança Já....
 
Edilmar Marques em 19/10/2013 15:41:17
Tem que tirar o cezário da FFMS, o cancer da federaçao
 
rodolfo Pinto em 19/10/2013 15:33:56
eu sei a forma de superar tirando o senhor FRANCISCO CESÁRIO da PRESIDÊNCIA da FFMS , os presidentes de CLUBES de MS deveriam parar de ser omissos e pararem de receber dinheiro da federação e fazer uma eleição. O cara não tem coragem de trazer um jogo para o MS , quem traz são os empresários , que presidente e esse?
FORA CESÁRIO,.
 
daniel franco em 19/10/2013 12:11:40
Os pseudos jornalistas.. hão de convir comigo que.. na verdade hoje no futebol não existe nenhum craque mesmo.. na acepção da palavra. Exemplo? Messi, melhor do mundo jogando pelo BArcelona, mas na seleção Argentina, é um fiasco e por ai fora.. mas o futebol de hoje deixou de ser aquele de "tapinha nas costas".. hoje se não tiver grana, não tem nada e não adianta mesmo ficar sumpaldo só a Federação de Futebol, pois ela não monta e nem contrata jogador. À FFMS CABE EXCLUSIVAMENTE PROMOVER E REALIZAR AS COMPETIÇÕES. Aos clubes, CABE A FORMAÇÃO DOS ELENCOS, A CONTRATAÇÃO DOS JOGADORES. Não vamos mais culpar a FFMS. Basta montar equipes competitivas e A MAIORIA DA CHAMADA IMPRENSA ESPORTIVA ESQUECER OS TIMES DE FORA e mostrar os jogadores do times daqui. Pronto.
 
Gilson Giordano em 19/10/2013 11:51:02
NOSSO FUTEBOL FALIU, DEVIDOS AOS DIRIGENTES, AQUELES QUE AMAVAM O FUTEBOL E ERAM SÉRIOS DEIXARAM, FICARAM OS PICARETAS, PRA FALAR A VERDADE ESSE TAVARES É BEM MAIS QUE FRAQUINHO...
 
LUCIO TELES em 19/10/2013 11:48:27
Como eu já disse reiteradas vezes aqui nesse mesmo espaço, não sou e nem quis sê-lo - Advogado, muito menos da FFMS, mas na mesma proporção, sou um profissional da área MESMO, a bem da verdade de todos que estão na ativa hoje.. MAIS DE TODOS MESMO.... resta além de eu, o Arlindo Florentino.. o Arthur Mário e Silvestre, chegaram bem depois.. iguais aos demais...mas o Luiz Cortez falou com propriedade mesmo tem que investir nas categorias de base... e quanto aos comentários dos dois jornalistas que eu nunca vi "nas beiras de campo" NUNCA MESMO .... a FFMS tem promovido todos os campeonatos.. sub-13, sub-15, sub-17 e sub-19.. a Segundona.. o feminino... agora, compete UNICAMENTE aos clubes formarem bons elencos. Só isso. Em Cuiabá, há investimentos mesmo. Aqui não e futebol é investimento.
 
Gilson Giordano em 19/10/2013 11:46:28
Nao está na hora de mudar o comando da federação, por favor acordem clubes..
 
luis souza em 19/10/2013 10:59:47
Uma prova de que aqui mesmo em Campo Grande temos bons jogadores é o último título estadual do Comercial, que contava com Rodolfo no gol, Rodrigo na zaga, Anderson na lateral, o Cláudio de volante, o saudoso meia Memê, todos aqui de Campo Grande. Praticamente meio time. Pra quê trazê jogadores CAROS que não dão retorno nenhum pros clubes. Ainda temos o Dubinha, bom jogador, o Wanderson que tá na Portuguesa e que "judiou" do Cássio aqui no Morenão, ou seja, aqui também é um celeiro de bons jogadores. E o time do CENE atual campeão.Tinha o Rodrigo na zaga, o Vina que começou na base do Comercial, o Birinho que entrou durante a partida, o Kéverson de aquidauana e o Careca que apareceu no águia negra.Ainda tinha no elenco o Jaime,o Erick,o Fabiano revelado na base do CENE. A BASE É TUDO.
 
EMERSON SILVA em 19/10/2013 10:34:39
Sou apaixonado por futebol, mas enquanto o Cezário for Presidente da Federação de Futebol do MS não gastarei um centavo do meu dinheiro com o futebol em nosso Estado.
 
Manoel Paulo em 19/10/2013 09:43:49
Será sepultado em breve se o Cezário não largar o osso.
 
João Pedro em 19/10/2013 09:43:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions