A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Junho de 2018

26/03/2018 14:42

Mais um jogo do campeonato estadual vira caso de polícia em MS

Assistente registrou boletim de ocorrência contra jogador do Sete de Setembro após eliminação

Gabriel Neris
Jogadores do Sete pressionaram a arbitragem assim que terminou a partida no Douradão (Foto: Anderson Ramos)Jogadores do Sete pressionaram a arbitragem assim que terminou a partida no Douradão (Foto: Anderson Ramos)

Mais uma partida do Campeonato Estadual virou caso de polícia. A partida entre Sete de Setembro e Operário, na tarde de domingo (26), terminou em confusão e foi parar na delegacia de Dourados – a 233 km da Capital. O árbitro assistente Eduardo Gonçalvez da Cruz registrou bolem de ocorrência acusando o meio-campista Rafael Primo de agressão assim que o Galo marcou o segundo gol na partida, aos 49 minutos da etapa final, eliminando o time da casa do Campeonato Estadual.

De acordo com o boletim de ocorrência, Primo foi até o assistente para reclamar e aplicou uma cabeçada contra Eduardo Gonçalves da Cruz. A confusão envolvendo jogadores do Sete e arbitragem continuou e a Polícia Militar precisou fazer a escolta dos árbitros até o vestiário. O boletim também aponta que os militares procuraram o jogador ainda no estádio, mas não o encontraram.

O destempero também conta das arquibancadas do estádio Douradão. Confusões com torcedores também foram registradas ao término da partida.

Jogadores foram até o vestiário reclamar da atuação dos árbitros (Foto: Odair Martimiano)Jogadores foram até o vestiário reclamar da atuação dos árbitros (Foto: Odair Martimiano)

Dentro de campo, o Sete de Setembro não fez valer o mando de campo e foi eliminado na semifinal do Estadual. O Galo já jogava pelo empate, mas não se deu por satisfeito, abrindo o placar aos 39 minutos de jogo com Luis Miguel. O Sete esboçou uma reação aos 41 da etapa final com Lucão. Mas nos acréscimos o Galo aproveitou o desespero do time douradense e no contra-ataque marcou com Fernandinho.

O Operário volta a uma final do Estadual depois de duas décadas. A última foi em 1997, quando foi campeão sobre o Comercial. O Galo é o maior campeão do futebol sul-mato-grossense com 10 títulos ao todo.

O adversário do Galo na decisão será conhecido somente na noite de quarta-feira. Corumbaense e Novo se enfrentam no estádio Arthur Marinho, em Corumbá – a 419 km de Campo Grande. O Carijó da Avenida, atual campeão estadual, precisa de um empate para avançar. Para o Novo basta uma vitória simples.

Violência – No dia 18 de fevereiro o clássico Comerário terminou em pancadaria no estádio Morenão, em Campo Grande. Após o gol do Comercial, o único da partida, o atacante Jeferson Reis e o massagista Raul Prazeres dos Santos Neto, ambos do Operário, agrediram o gandula Tadeu Francisco Kutter Júnior. Jeferson da Silva Rodrigues, meia do Comercial, também se envolveu na confusão. Todos foram punidos e suspensos pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) posteriormente.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions