A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


18/12/2014 06:00

Antes de 46 dias de sombra, uma guerra nos bastidores do TCE

Edivaldo Bitencourt

Na igreja – A OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso do Sul) não perde nenhuma oportunidade na busca de assinaturas pela reforma política. Ontem, houve palestra para os devotos que participam da novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Prioridade – O objetivo é coletar 1,5 milhão de assinaturas para o projeto de iniciativa popular em todo o País. Só em Mato Grosso do Sul, a meta é obter 100 mil assinaturas. Os fieis poderão procurar a secretaria do santuário para engrossar a lista de apoio à proposta.

Vias de fato - O ex-presidente do Tribunal de Contas, Cícero de Souza, e o atual, Waldir Neves, quase saíram no tapa na segunda-feira. O “arranca rabo” durou um bom tempo e quase virou “vias de fato”. Tudo por conta da briga pela vaga do conselheiro José Ricardo, que esta se aposentando.

Jogo duro - Não é só o cargo que está em jogo. A guerra envolve o controle do tribunal, formado por sete conselheiros. O grupo de Waldir tem três e Jerson Domingos quer levar Antonio Carlos Arroyo (PR) para também somar três aliados. Quem conseguir o quarto aliado domina o TCE.

Sombra e água fresca - O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul está de férias. De quarta-feira à sexta-feira recesso branco. A partir do dia 22 até 2 de janeiro, recesso oficial. E, como ninguém é de ferro, começa as férias coletivas, que só terminam no dia 31 de janeiro. No total 46 dias sem trabalhar.

Força maior - O recesso na Assembléia Legislativa depende da votação do nome do deputado Antonio Carlos Arroyo para conselheiro do Tribunal de Contas. O encerramento dos trabalhos aconteceria hoje, mas ficará suspenso até que a votação aconteça. A definição é da Mesa Diretora.

Impasse – O governador André Puccinelli (PMDB) e Reinaldo Azambuja (PSDB) vão medir forças na Assembleia Legislativa. O peemedebista vê como fundamental uma proposta que garante a conclusão do Aquário do Pantanal. O tucano precisa da reestruturação administrativa.

QuadroReinaldo Azambuja deve anunciar até amanhã o restante do secretariado. Ele deverá confirmar Nelson Barbosa na Saúde; Maria Cecília da Mota na Educação; Maria do Carmo Avesani na Habitação e Ademar Júnior na Agricultura. Segue a incógnita sobre os titulares das secretarias de Administração, Meio Ambiente e Turismo.

Elogio – Um dos principais deputados da oposição, Pedro Kemp (PT), reconheceu, publicamente, o trabalho realizado pelos policiais da Delegacia de Homicídios. Ele aprovou uma moção de congratulação em reconhecimento ao trabalho do delegado Edilson dos Santos Silva, que esclareceu o assassinato do professor Francisco Borges da Silva. Os dois suspeitos do crime foram presos.

Festa - O Ministério Público Estadual dificulta, ao máximo, o acesso aos inquéritos. Apesar de os documentos serem públicos, algumas promotorias exigem ofício solicitando consulta aos autos, ó que só pode ser feito após análise e autorização do promotor. Ontem, por exemplo, jornalista foi impedido de acessar os autos, protocolou ofício, mas não obteve retorno imediato porque os servidores estavam fazendo uma festa de fim de ano com direito a revelação de amigo secreto durante o expediente.

(colaborou Alan Diógenes, Leonardo Rocha e Ricardo Campos Jr.)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions