A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/07/2017 06:00

Bolsonaro dá trabalho para a segurança em Campo Grande

Marta Ferreira

Drible – O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) deu um baile na segurança preparada para recebê-lo no Aeroporto de Campo Grande na visita a Campo Grande esta semana. Na sala do desembarque internacional, além de 16 policiais militares, seis seguranças particulares esperavam para recebê-lo e acompanhá-lo até onde os fãs se concentravam. A equipe tinha até a foto de uma pessoa que supostamente não poderia se aproximar. Mas, ao desembarcar e ver o saguão lotado, o parlamentar se jogou no meio das pessoas. Houve correria e depois foi um ufa! para conseguir levá-lo até o carro.

Faixa etária – Apelidados jocosamente de "bolsominions" nas redes sociais, os jovens eram mais uma vez maioria entre os foram prestar apoio ao deputado do PSC. Eles provocaram o parlamentar a falar da defesa do armamento da população durante discurso feito na carroceria de caminhonete. Além disso, lembraram de nomes de militares conhecidos como torturadores da época da ditadura, entre eles o coronel Carlos Alberto Brilhante Ulstra.

Acaba logo – Apressado para entrar de recesso e com o plenário quase vazio, o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) brincou nesta quinta-feira dizendo que um dos colegas tinha 30 segundos para fazer o aparte à fala de outro parlamentar que discursava. “Não aguento mais 10 minutos, aqui só paz e amor”.

Mentirinha – Aparentemente, a pressa era mais brincadeira do que outra coisa, já que Rocha usou a tribuna na sequência para elogiar o projeto sobre incentivos fiscais, aprovado no Senado na quarta-feira (12). Dos 24 deputados, acompanhavam o discurso Pedro Kemp, Amarildo Cruz, Cabo Almi, todos do PT, além da deputado Antonieta Amorim (PMDB) e Onevan de Matos (PSDB), que presidia a sessão.

Concordo – Amarildo Cruz, do PT, concordou com a aprovação da medida pelo Senado, ressaltando, como havia dito o colega peemedebista, a atuação dos três senadores de MS - Waldemir Moka e Simone Tebet (ambos do PMDB) e Pedro Chaves (PSC) - na votação. Mas, não deixou de deixar claro o desagrado na atitude dos três parlamentares na Reforma Trabalhista, que recebeu o aval deles.


Balanço – A Assembleia Legislativa marcou reunião com servidores do local nesta sexta-feira (13). A intenção, segundo o secretário da Casa de leis, Amarildo Cruz, é prestar contas do primeiro semestre, além de fazer um balanço do que foi feito desde o começo do ano. “Reunião de rotina”. Para ele, o encontro é importante para manter relação de transparência.


Clima de férias – Na última sessão antes do recesso parlamentar, a reunião dos deputados foi tranquila, com a aprovação de três projetos e sem grandes discussões. Em clima de folga, já no fim da sessão, os parlamentares se cumprimentaram e alguns até desejaram “boas férias”. Eles retornam do recesso no início de agosto.


Alerta - Em processo de negociação de reajuste com servidores estaduais, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) aproveitou para dar um recado para quem planeja cruzar os braços. "Assim como o Estado tem responsabilidade, os servidores também têm. O direito de greve existe, mas também existem sanções e penalidades", declarou ontem em Nioaque.

(Colaboraram Anahi Zurutuza, Mayara Bueno, Richeleu de Carlo e Aline Santos)

 

 

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions