A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


11/10/2014 07:00

Tempo maior vira "problema" e candidatos restringem agenda externa

Edivaldo Bitencourt

Menos – Os candidatos a governador de Mato Grosso do Sul, Delcídio do Amaral (PT) e Reinaldo Azambuja (PSDB), reduziram o ritmo das atividades com eleitores. O tempo do horário eleitoral, 10 minutos para cada, exigiu uma dedicação extra dos candidatos, que passaram praticamente toda a sexta-feira gravando para a TV e rádio.

Militantes – No entanto, a campanha eleitoral na rua não foi totalmente parada. Militantes do PT e PSDB estão nas ruas para conquistar os votos dos eleitores em busca da vitória no segundo turno.

Inaugura – O prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), manteve, apesar da oposição do Conselho Municipal de Saúde, a inauguração do Hospital da Criança do SUS. A solenidade acontece neste domingo, dia da criança. No entanto, a unidade só vai ativar o ambulatório.

Empréstimo – A Prefeitura de Campo Grande vai apostar em empréstimos para solucionar os problemas temporários. Um financiamento vai garantir a retomada das obras do PAC (Programa da Aceleração do Crescimento). O outro vai garantir o pagamento do reajuste de 8,46% dos professores da rede municipal.

Dilema – Senadora eleita por Mato Grosso do Sul, a vice-governadora Simone Tebet (PMDB) decidiu consultar os amigos no Facebook sobre quem apoiar no segundo turno. Ela contou que vai ouvir os eleitores para anunciar a decisão na próxima semana.

No chão – O ex-governador e deputado federal mais votado, Zeca do PT, rejeitou o rótulo de ser coordenador da campanha ao Governo de Delcídio do Amaral. No entanto, o petista está disposto a gastar sola de sapato para eleger o companheiro de partido.

Cavaletes – Petistas e tucanos voltaram a apostar nos cavaletes para divulgar os candidatos a governador e presidente. As imagens estão vinculadas. Reinaldo aparece ao lado de Aécio Neves, enquanto Delcídio fica com Dilma Rousseff (PT).

Bate e rebate – As assessorias de Delcídio e Reinaldo promovem um tiroteio particular nos releases divulgados à imprensa. A petista acusou o tucano de apoiar ação do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), contra a permanência do ICMS do gás em Mato Grosso do Sul. A do tucano reagiu acusando o adversário de mentir sobre o tema.

Longe de mim – Os principais dirigentes do PT, PMDB e PP descartam qualquer ligação com o suposto financiamento de campanha em 2010 por meio da Petrobras. Também ressaltam que nunca ouviram falar no delator do esquema e diretor demitido da Petrobras em 2012: Paulo Roberto Costa.

Mato Grosso do Sul – O Estado completa 37 anos de criação neste sábado. Quase quatro décadas após a realização do sonho, Mato Grosso do Sul começa a acelerar a industrialização e até já ganhou fama de “vale da celulose”. O desafio ainda é garantir o desenvolvimento industrial em todas as regiões.

(colaborou Ludyney Moura)

Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions