ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 22º

Arquitetura

Jardim ganha oliveiras de 165 anos e banheira de madeira a céu aberto

No espaço de uma casa "detonada", reforma usa mobiliário todo feito em madeira sustentável

Por Thailla Torres | 22/10/2021 10:05
Oliveiras que vieram de Israel são uma das curiosidades do ambiente externo da mostra. (Foto: Denilson Machado/Casacor)
Oliveiras que vieram de Israel são uma das curiosidades do ambiente externo da mostra. (Foto: Denilson Machado/Casacor)

Um dos ambientes externos da Casacor MS inspira pela mistura de ideias para quem pensa em dar um novo sentido aos jardins da casa. Muitas vezes, essa área com paisagismo abundante é só local de passagem nas residências, mas o Eco Lounge prova que o local também pode ser ressignificado e mais aproveitado.

Por isso, uma conversa de 10 minutos foi suficiente para surgir na cabeça de quatro amigos, o ambiente da mostra de arquitetura, que traz um espaço de convívio, encontros e contemplação todo inspirado na natureza.

O lounge tem grandes bancos e mesa central em cascata, que convidam para um bate-papo e interação dos visitantes. Mobiliário todo feito em madeira sustentável chama a atenção com opções do que pode ser feito com a matéria-prima. Tem até uma banheira feita em madeira para quem busca momentos de relaxamento.

Nesse ambiente, assinado pela paisagista Eliane de Oliveira e os arquitetos Jamil Paroschi, Kamylle Perotto e Maria Fontoura, os profissionais trabalharam quatro elementos da natureza: água, terra, fogo e ar.

Mesa de madeira em cascata, bancos e gamelas também se destacam no espaço. (Foto: Denilson Machado/Casacor)
Mesa de madeira em cascata, bancos e gamelas também se destacam no espaço. (Foto: Denilson Machado/Casacor)

A água está presente na cascata e na banheira, a terra no plantio do paisagismo, o fogo na lareira que aquece e traz aconchego, já o ar é a possibilidade de um ambiente a céu aberto, realçado por um paisagismo que também causa sensações, com presença de lavandas e alecrins.

Por isso, ao passar pelo local, é quase impossível não sentir o aroma. Ao tocar em uma dessas plantas, essa sensação fica mais evidente.

Mas não é só o relaxamento e contato com a natureza que marcam o projeto dos quatro profissionais. As oliveiras presentes na entrada do ambiente geram curiosidade. As plantas são centenárias e vieram de Israel. “Cada oliveira possui 165 anos de vida”, conta a paisagista Eliane Oliveira.

As duas foram adquiridas já aqui no Brasil, mas elas chegaram esse ano, passaram por um período de “quarentena” necessário e depois, foram adquiridas pelos donos do projeto. Na mostra, elas foram posicionadas com uso de guindaste e se destacam.

A escolha da árvore frutífera vinda de Israel se deu pela história. “No Brasil, as oliveiras são mais jovens e nos apaixonamos pela história dessas”, explica.

Inclusive, história é o que não falta no projeto, que é todo preenchido com mobiliários da Maar Singular, marca lançada durante a mostra de arquitetura e fruto de uma paixão de Eliane, Jamil e Johnny Mazochin pela madeira.

Banheira de madeira feita com tronco de árvore. (Foto: Marcos Maluf)
Banheira de madeira feita com tronco de árvore. (Foto: Marcos Maluf)
Lareira e banheira ao lado dos alecrins e lavandas que compoõem do paisagismo. (Foto: Marcos Maluf)
Lareira e banheira ao lado dos alecrins e lavandas que compoõem do paisagismo. (Foto: Marcos Maluf)

Ali, a banheira, a mesa, as gamelas e diferentes elementos feitos em madeira foram produzidos com material que seria destinado à produção de carvão ou lenha.

“A madeira é um material que eu acho extremamente importante do nosso espaço, porque a gente faz um reuso transformador dela em obra de arte. Com o tronco caído de uma fazenda, a gente conseguiu fazer uma banheira, um banco, detalhes que simplesmente seriam descartados”, detalha Eliane.

Por isso, para ela, cada elemento ressignifica o uso do jardim. “Geralmente, um jardim é usado só de passagem, queríamos mesmo um local onde as pessoas pudessem estar de forma agradável, com charme e aconchego, mas sem se distanciar da natureza ou do espaço ao ar livre”, finaliza.

Sobre a visitação - A mostra está de portas abertas até o dia 14 de novembro, das 16h às 22h, de terça a sexta-feira e das 15h às 22h aos sábados, domingos e feriados.

O ingresso é R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada) e pode ser comprado pelo site (clique aqui), com opções de horários reservados para evitar aglomerações. O uso de máscara é obrigatório na entrada da mostra.

O endereço da Casacor MS é na Rua Goiás, 937 - Jardim dos Estados.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário