A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

09/02/2017 06:25

Amigos se unem para movimentar a noite de Campo Grande tocando muita salsa

Thailla Torres
Grupo quer animar a noite em Campo Grande nos ritmos de salsa e bolero. (Foto: Divulgação)Grupo quer animar a noite em Campo Grande nos ritmos de salsa e bolero. (Foto: Divulgação)

Uma banda completa, com músicos dispostos a fazer qualquer pessoa entrar no ritmo latino. Longe do sertanejo ou do MPB do banquinho e violão, comuns em Campo Grande, agora quem surpreende na noite é o grupo "Enxuga la Lechuga" tocando salsa e bolero.

A proposta é fazer com que o público tenha um misto de emoções, com a vontade de sentir a música, se entregar à batida e ser levado pelo ritmo. Por isso, os artistas decidiram investir em um som alternativo na cidade.

O grupo existe há poucos meses, pensado por Rhuan Enciso, Pepa Pedrini, Julia Selles, Felipe Ceará, Adrielly Oliveira, Dedo e Cheirinho. E eles são atrevidos, tiram som do piano, violão, contrabaixo, trombone, trompete, congas e timbales. 

Tudo começou pelas referência de Rhuan, que é natural de Ponta Porã e veio morar em Campo Grande em 2009. "Eu tenho uma relação forte com a fronteira e sempre cantei essas músicas que fizeram parte da minha adolescência. Meu pais gostam muito de dançar e a salsa sempre esteve presente. Eu fui puxando um pouco do que eu ouvia e gostava das músicas latinas, fui mostrando ao Pepa aqui em Campo Grande e a gente foi aprendendo juntos", lembra.

Na época, Pepa e Rhuan formavam a banda Rebita e por pouco tempo, tocaram o estilo na cidade. O projeto acabou quando Rhuan foi embora para o Rio de Janeiro. "Lá fiquei quatro anos, conheci minha companheira, que é a Julia. A gente tocava música latina na cidade e ela tem muitas referências peruanas também. Mas sempre que a gente visitava Campo Grande, juntava com os amigos e tinha que tocar salsa ou bolero", recorda. 

Agora, ele e a esposa estão de vez na cidade e ao lado dos amigos surgiu o novo projeto, a Enxuga la Lechuga, nome que tem sentido no som de palavras em espanhol e português. "Mistura fonemas dos dois idiomas. É mais para fazer uma brincadeira da forma que a gente fala", explica.

Rhuan comenta que a banda deseja conquistar todos públicos. "É um ritmo que contagia. Até quem não sabe dançar, quando sente e escuta o ritmo, levanta para se mexer. Isso é a nossa característica, estamos focando em arranjos e trabalhando para ter um repertório animado", comenta.

Sem produções autorais, o repertório tem músicas do cantor porto-riquenho de salsa Hector Lavoe e Célia Cruz, a maior intérprete cubana, "Rainha da Salsa". 

A última apresentação foi há uma semana no Genuíno Arte e Destilaria e não há shows marcados para os próximos dias. "Ainda não temos previsão, mas queremos muito levar a salsa e o bolero para outros cantos da cidade", afirma Rhuan. 

Para quem quiser contratar a banda, o telefone para contato é o (67) 98101-1443. Confira o vídeo da última apresentação em Campo Grande.

Curta o Lado B no Facebook.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.