A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

09/05/2014 09:54

Corpo do músico Lizoel Costa será enterrado no Parque das Primaveras

Paula Maciulevicius
A amizade não morre, fica encantada. Frase de Carlos Castelo, postada nas redes sociais pela irmã de Lizoel, em agradecimento às homenagens. "A amizade não morre, fica encantada". Frase de Carlos Castelo, postada nas redes sociais pela irmã de Lizoel, em agradecimento às homenagens.

O corpo do músico e jornalista Lizoel Costa, de 58 anos, que morreu em decorrência de um aneurisma cerebral, será enterrado às 16h30 desta sexta-feira, no cemitério Parque das Primaveras, em Campo Grande. O velório ocorre desde as 10h. Lizoel teve morte cerebral atestada na última quarta-feira. 

Em mensagem postada no Facebook, a irmã do jornalista, Nádia Costa, informou o local do velório e enterro e agradeceu o apoio dos amigos. "Obrigada mais uma vez a todas a homenagens que fizeram a ele, mas como bem escreveu o Carlos Castelo, seu eterno companheiro de música e aventuras: "A amizade não morre, fica encantada".

Lizoel nasceu em Campo Grande, mas morou por mais de 20 anos em São Paulo. Ficou conhecido na década de 80 como integrante do grupo paulista Língua de Trapo, formado por estudantes de Jornalismo. A banda misturava rock e samba, abusando do bom humor e da crítica.

Em 95 ele retornou ao Mato Grosso do Sul e criou na Rádio Educativa o programa “Na Cadeira do DJ”, que recebia personalidades para entrevistas e elas escolhiam as canções a serem tocadas. Em 2007, Lizoel se mudou para Brasília, onde trabalhou como repórter do Jornal do Brasil. Dois anos depois teve uma doença cardíaca, foi submetido à cirurgia e ao se restabelecer voltou a Campo Grande, onde está desde o ano passado.

O cemitério Parque das Primaveras fica na avenida Felinto Muller, 2211, 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.