A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

26/06/2017 10:37

Karol Conka vem a Bonito, mas polêmica do festival é o sertanejo universitário

Edição de 2017 acerta ao trazer artista pop do nicho alternativo e também Ney Matogrosso, mas chama atenção por inserir o sertanejo comercial

Eduardo Fregatto e Leonardo Rocha
A cantora e rapper Karol Conka, grande novidade da programação.A cantora e rapper Karol Conka, grande novidade da programação.

A 18ª edição do Festival de Inverno de Bonito acontecerá do dia 27 a 30 de julho com show da cantora e rapper Karol Conka, na sexta-feira (28) de Ney Matogrosso, no sábado (29) e, pela primeira vez, com apresentação de sertanejo universitário da dupla Jads e Jadson, na quinta-feira (27). O anúncio foi feito na manhã de hoje, pelo governador Reinaldo Azambuja e pelo Secretário de Cultura, Athayde Nery, na sede da Governadoria.

Completam a programação de shows Dino Rocha, Gabriel Sater, Marina Peralta, Marcelo Loureiro e Toulouse 84. Com exceção da paranaense Karol Conka, todos artistas são de Mato Grosso do Sul, Apesar de Ney ter construído a carreira longe daqui, ele nasceu em Bela Vista. "A intenção foi dar enfoque nos artistas daqui que carregam renome nacional", explicou Athayde.

A dupla Jads e Jadson vai levar sertanejo universitário ao evento.A dupla Jads e Jadson vai levar sertanejo universitário ao evento.

Nas redes sociais, muita gente já reagiu com surpresa e desaprovação ao anúncio da dupla sertaneja Jads e Jadson. Historicamente, o Festival de Inverno de Bonito traz apresentações de artistas da MPB e do circuito alternativo, como Luciana Mello, o próprio Ney Matogrosso, Simone, Maria Rita, Zélia Duncan, Zé Ramalho, Fagner e outros que não chegariam aqui com investimento privado.

Artistas do sertanejo também são convidados, mas fora do eixo comercial, que domina as rádios brasileiras, como Almir Sater e Renato Teixeira.

A dupla Jads e Jadson, apesar de ter uma trajetória mais antiga na música, é conhecida por cantarem um sertanejo pop. Também são figuras manjadas por aqui. Este ano, eles já se apresentaram várias vezes no Estado, na Expogrande, em Campo Grande, na Exporã, em Ponta Porã e no Rodeio de Taquarussu.

"Foi um pedido da população de Bonito", afirmou o Secretário de Cultura. "Este ano, fizemos uma consulta com a população, pois é um festival da cidade deles, e eles expressaram este desejo de ver um artista do sertanejo universitário, e apontaram o nome do Jads e Jadson", completou.

O cantor Ney Matogrosso é o maior nome na programação.O cantor Ney Matogrosso é o maior nome na programação.

Vale lembrar que o cenário musical brasileiro, atualmente, está cheio de novos artistas com repertório alternativo e que têm apelo expressivo entre o público que consome música além do que toca nas rádios, como Silva, Liniker, Karina Burh, Céu, Tiê, Tulipa Ruiz, Johnny Hooker, Rico Dalasam, Jaloo, entre tantos outros.

O grande acerto e a novidade da programação, então, é a presença da cantora Karol Conka, um dos nomes mais marcantes e divertidos desta nova geração musical, que traz hits como "Tombei", "Toda Doida" e "Boa Noite".

"Quisemos trazer a Karol porque ela representa a questão do empoderamento feminino", pontua Ahayde Nery, já que a cantora ficou reconhecida por discutir na mídia questões como racismo e feminismo.

A décima oitava edição do Festival terá como o tema o aniversário de 40 anos de Mato Grosso do Sul e as homenageadas serão a dupla Beth e Betinha e a escritora Maria da Glória Sá Rosa. Ao total, serão 149 atrações, contra 83 do ano passado. Haverá oficina de debates com os temas: combate à homofobia, a Retirada da Laguna e questões indígenas.

O investimento foi de R$ 2 milhões, mesmo valor da edição passada. "Apesar da crise, conseguimos fazer as parcerias para manter este evento que é tão tradicional", finalizou o governador Azambuja.

Curta o Lado B no Facebook.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.