A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

21/02/2018 08:02

Prédio antigo ganha cores e vira galeria de arte com música ao vivo todo mês

Na Rua 26 de Agosto, o espaço promete ser o novo point cultural com música, teatro, exposições e gastronomia.

Thailla Torres
Prédio fica em uma regiões históricas do Centro, na rua 26 de Agosto. (Foto: Helton Pérez/Vaca Azul)Prédio fica em uma regiões históricas do Centro, na rua 26 de Agosto. (Foto: Helton Pérez/Vaca Azul)

O espaço ainda tem muitas paredes brancas e o mobiliário chega dentro de uma semana, mas é só questão de tempo para Grolli colocar tudo em ordem. O espaço que reúne artes plásticas, literatura, música e gastronomia em um só lugar abrirá as portas no dia 2 de março, na Rua 26 de Agosto, em frente ao antigo Cine Acapulco, em Campo Grande.

A ideia de criar uma galeria de arte na região central é um sonho de infância da artista plástica e grafiteira Marilena Grolli, que completa 24 anos de carreira.  Sempre disposta a movimentar a cena cultural da cidade, a proposta é levar todo tipo de arte à população de forma mais democrática.

Grolli promete movimentar a 26 de Agosto com uma diversidade cultural. (Foto: Paulo Francis)Grolli promete movimentar a 26 de Agosto com uma diversidade cultural. (Foto: Paulo Francis)

"Eu queria um espaço feito com as minhas mãos e livre de qualquer financiamento que me privasse de fazer algo. Por isso, trabalhei muito no ano passado para investir na galeria", conta.

O lugar vai ser estratégico para que artistas possam se reunir e discutir arte. "Quero que eles tenham liberdade para criar, sem ninguém dizendo como isso deve ser feito".

O prédio, histórico e tombado como patrimônio pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), tem 55 m² e um pé direito com aproximadamente 5 m de altura. À noite, o lugar já vem chamando atenção pelo Centro. "Não é uma gigantesca galeria, mas está no coração da cidade e vai estar sempre aberto para quem estiver passando na rua. Esse é o meu grande objetivo, mostrar que a arte é para todos".

A escolha do local não foi por acaso. Grolli quer mostrar o poder do Centro de Campo Grande. "A intenção é ocupar uma das regiões mais antigas. No passado, tudo acontecia aqui, tinha cinema, os bares e os vizinhos. Esse lugar era movimentado, hoje está no abandono e quem passa sente muita insegurança".

Ela também acredita na importância de olhares para o antigo cinema, do outro lado da rua, hoje com obra que estacionou e parece abandonada. O local ganhou um projeto em 2015 para ser reconstruído e virar uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), com o objetivo de promover a cultura, mas nada aconteceu. "Isso é um descaso muito grande, esse lugar merece ganhar vida, assim como toda essa região precisa ser restaurada".

Programação: Além de exposições, oficinas de grafite, venda de livros e CD's de artistas sul-mato-grossenses, um dos diferenciais da galeria será o sarau cultural que vai tomar o calçadão da rua 26 de Agosto toda primeira sexta-feira de cada mês. "A proposta é reunir vários estilos. Logo no primeiro dia vamos ter samba, MPB, reggae e rock tocando na calçada".

Na primeira mostra haverá uma exposição coletiva com 22 artistas sendo quatro de São Paulo, além de degustação e lançamento de uma linha gourmet de licores e geleias Pancs (Plantas alimentícias não convencionais).

A inauguração está prevista para o dia 2 de março, às 20h. A Galeria Grolli fica na Rua 26 de Agosto, 210, Centro. Informações pelo evento no Facebook.

Curta o Lado B no Facebook  e Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.