ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  02    CAMPO GRANDE 24º

Comportamento

Ao lado de pau-brasil plantado há 18 anos, família recria foto que é xodó

Pandemia trouxe incertezas, por isso, família decidiu registrar mais uma vez a união, ao lado de pau-brasil que plantaram em 2002

Por Thailla Torres | 18/02/2021 06:25

Certamente você tem uma fotografia capaz de arrancar suspiros toda vez que a saudade vem à tona. Na família de Andrey Felipe Martins Rodrigues Corrêa essa fotografia existe e virou o #TBT de hoje. Cheia de significados, a imagem que virou o xodó da família foi recriada neste ano e emocionou familiares mais uma vez.

Fotografia da família de Andrey feita no Natal de 2002. (Foto: Arquivo Pessoal)
Fotografia da família de Andrey feita no Natal de 2002. (Foto: Arquivo Pessoal)
Família recriou a imagem no Natal de 2020. (Foto: Arquivo Pessoal)
Família recriou a imagem no Natal de 2020. (Foto: Arquivo Pessoal)

Nas duas imagens a família de Andrey está ao lado de um pau-brasil plantado por ela, em 2002, em uma chácara na região de Terenos, a cerca de 50 quilômetros de Campo Grande.

Andrey conta que o primo Luiz Marcel Martins Rodrigues Gomes, o rapaz mais à esquerda da foto, morava em São José do Rio Preto à época. Lá, ele estudava numa cooperativa e certa vez deram a cada aluno da turma uma muda de pau brasil e disseram que monitorariam, chegaram a entrar em contato cinco anos depois.

“Como em Rio Preto não havia onde plantar, minha trouxe para chácara dos meus avós, os dois da foto, Maria Martins de Mello e Getúlio Rodrigues de Mello”, lembra Andrey.

 Juntos, plantaram a mudinha de pau-brasil no sítio. Isso foi no Natal de 2002. Hoje, a árvore que atingiu a “maior idade” – 18 anos – é enorme, linda e vistosa aos olhos da família. Essa é uma árvore muito significativa para todos os integrantes da foto, por isso, o registro virou maior xodó da família.

Mas foi a percepção de que a família sempre foi unida que mobilizou os primos e avós da foto a recriar a imagem em 2020.

“Nós costumamos ir a essa chácara sempre que há uma festa especial ou feriado. Os almoços de Natal são sempre lá, e pelo menos antes da pandemia íamos quase todo fim de semana. Hoje, está mais complicado, visto que são idosos, mas felizmente já estão vacinados”, celebra o neto.

A foi feita com todo cuidado foi no Natal passado. “A ideia de refazer essa foto era viva há anos, mas nunca acontecia de termos todos os netos juntos, e quando acontecia esquecíamos. Tendo em vista a pandemia, a reunião da família, achamos que esse era o momento ideal de refazer a foto. Acho que foi um sentimento unânime. Não sabíamos se haveria outra oportunidade parecida, e pensar nisso é até assustador. Era um desejo de anos, e talvez a última chance. Ela precisava ser feita naquele dia”.

Agora as duas imagens são xodós afirma Andrey. “Elas são importantes para nós. Nossa família sempre foi muito unida, apesar de sermos bem diferentes. A foto é um xodó porque reúne vários elementos: os primos todos juntos com os avós, a chácara que é muito importante para nós e que inclusive está à venda, e a árvore que faz a gente lembrar de tanto tempo que se passou. Tenho muitas lembranças quando olho essa foto e me faz me reconectar com minhas raízes. Acho que todo mundo da minha família sente o mesmo, ainda que alguns não estejam nela”, finaliza.

E você, qual fotografia te dá saudade? Mande seu #TBT para o Lado B e vamos contar a história da sua fotografia preferida. Você pode enviar para o Facebook, Instagram, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário