A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019

21/01/2019 08:54

Campo-grandense segura o sono para garantir click da "superlua de sangue"

Apesar do pico do fenômeno ter ocorrido no meio da madrugada, a lua continuou parecendo gigante no início da manhã, mas já sem o eclipse

Danielle Valentim
Registro de Junior Izidro. (Foto: Direto das Ruas)Registro de Junior Izidro. (Foto: Direto das Ruas)

Em Campo Grande, muita gente segurou o sono e avançou a madrugada desta segunda-feira (21) para vislumbrar a “Superlua de Sangue” e, claro, garantir um click do último alinhamento da Terra com o sol visível até 2022 no Brasil. Leitores do Campo Grande News compartilharam registros de vários pontos da cidade.

O fenômeno raro começou por volta da 0h30 de hoje, quando a Terra passou a "fazer sombra" na Lua e deu início ao eclipse parcial. No entanto, o tamanho do astro já impressionava horas antes.
Nas redes sociais, as fotos são de encher os olhos, afinal, quem não ama observar a lua

Na madrugada, para conseguir fotografar, apesar da cor avermelhada não ficar nítida, um celular bastou. A internauta Kah Vargas e os amigos acompanharam o fenômeno de um jeito bem sul-mato-grossense, tomando tereré durante o espetáculo no céu. 

Click de Kah Vargas. (Foto: Direto das Ruas)Click de Kah Vargas. (Foto: Direto das Ruas)

Já o leitor Junior Izidro compartilhou uma foto na estrada, quando não havia mais eclipse, porém a lua continuava gigante no céu. A época ajuda, porque a Lua está mais perto da Terra e parece dobrar de tamanho. Apesar do pico do fenômeno ter ocorrido no meio da madrugada, o astro continuou visível na manhã desta segunda."Eu sabia kkk ela estava muito grandona", escreveu na rede social Júnior no Facebook.

A Lua foi encoberta pela sombra da Terra, como o que ocorreu em julho de 2018. Conforme o Observatório Nacional, durante esse tipo de fenômeno, os raios de sol não chegam à lua diretamente, apenas algumas faixas de frequência. O efeito é a cor de sangue.

O fenômeno durou aproximadamente uma hora. Ivo Duarte garantiu uma foto para os stories do Instagram durante a madrugada. Mas com a lua continuou aparente, Ana Figueiredo conseguiu registrar no início da manhã.

A leitora Ana Cristina Maciel afirma que metade do eclipse ocorreu às 2h30. "Acordei tava metade vermelha (sic)", comentou.

Registro de Ivo Duarte. (Foto: Direto das Ruas)Registro de Ivo Duarte. (Foto: Direto das Ruas)
Imagem garantida por Ana Figueiredo. (Foto: Direto das Ruas)Imagem garantida por Ana Figueiredo. (Foto: Direto das Ruas)

À Agência Brasil, a pesquisadora do Observatório Nacional Josina Nascimento, explicou que o próximo eclipse total da Lua está previsto para 2021, mas não será visível em todo o território nacional e em todas as suas fases.

A próxima Lua de Sangue visível para os brasileiros ocorrerá somente em 16 de maiode 2022, segundo a previsão dos pesquisadores.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.