ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  01    CAMPO GRANDE 20º

Comportamento

De remédio a brinquedo, entregadores provam que não é preciso sair para comprar

Por conta da páscoa, o chocolate tem sido um item muito solicitado pelas pessaos em casa também

Por Lucas Mamédio | 08/04/2020 13:11
Entregador saindo para entrega nos altos da Avenida Mato Grosso (Foto: Kisie Ainoã)
Entregador saindo para entrega nos altos da Avenida Mato Grosso (Foto: Kisie Ainoã)

Houve várias mudanças no comportamento das pessoas causadas pelo coronavírus. Forçados a ficar em casa, muita gente tem se esbaldado nos aplicativos de entrega. O Campo Grande News, então, foi saber dos entregadores o que mais está saindo. Tem de tudo.

Normalmente os entregadores de aplicativo ficam parados em pontos estratégicos da cidade esperando as solicitações. Em um deles, nos altos da Avenida Mato Grosso, cerca de cinco entregadores aguardavam o chamado.

Júnior tem feito muitas entregas de remédio (Foto: Kisie Ainoã)
Júnior tem feito muitas entregas de remédio (Foto: Kisie Ainoã)

No geral, comida está sendo 90% das entregas, independente do aplicativo utilizado. Jean Carlos da Silva, 25 anos, trabalha com um app que faz entrega de diversos produtos, não só alimento. Pra ele, fast food está sendo o mais pedido e, em segundo, muito chocolate por conta da páscoa.

Por trabalhar perto de uma grande loja de brinquedos, tem feito muitas entregas desses produtos também. “O movimento aumentou bastante nesse período de quarentena. Estou quase dobrando meu faturamento”, afirma Jean.

Fast food tem sido um dos produtos mais pedidos pelos aplicativos (Foto: Kisie Ainoã)
Fast food tem sido um dos produtos mais pedidos pelos aplicativos (Foto: Kisie Ainoã)

No centro da cidade, ao lado da Praça do Rádio, há outro ponto de espera. Sentado no banco da praça está Anderson Gimenez, de 20 anos. Ele entrega só comida. “Lanche está sendo quase todos os meu pedidos, marmita mesmo tem saído muito pouco”.

Júnior Campos Lemos, de 19 anos, disse que além da campeã comida, tem entregado muito remédio também. Até o momento de nossa entrevista tinha feito apenas uma entrega e era de chocolate.

Trabalhando com entrega há pouco tempo, cerca de duas semanas, André Luiz de Melo, de 23 anos, também afirma que tem feito muitas entregas de chocolate. Além disso, por trabalhar no Centro, tem saído muito fast food. “Vai chegando mais tarde, quase noite, a galera começa a pedir muito lanche de fast food, tem dia que é mais de 20”.

Outro entregador, André Luiz Prado, de 19 anos tem feito muitas entregas de comida japonesa, principalmente à noite. Durante o dia ele fala que açaí tem sido um dos produtos mais solicitados. “Duarante o dia, por causa do calor, eu acho, sai muito açaí, muito mesmo”.

André Melo está entregando muito chocolate por conta da Páscoa (Foto: Kisie Ainoã)
André Melo está entregando muito chocolate por conta da Páscoa (Foto: Kisie Ainoã)