ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 25º

Comportamento

Missa marca despedida de padre que se emocionava ao falar da esposa

Além de famoso por chorar em casamento, padre médico ficou marcado por atender pacientes de graça

Por Thailla Torres | 16/10/2021 10:05
Padre Jayme, durante entrevista ao Lado B, em 2018. (Foto: André Bittar/Arquivo Campo Grande News)
Padre Jayme, durante entrevista ao Lado B, em 2018. (Foto: André Bittar/Arquivo Campo Grande News)

Começou às 8h deste sábado (16) e segue até as 14 horas, o velório do padre Jayme Aguiar Costa, que morreu nesta sexta-feira, aos 82 anos. Médico e líder religioso, Jayme era conhecido por se emocionar em casamentos ao falar da esposa falecida e exercer a Medicina gratuitamente nos últimos anos com atendimentos na região do Aero Rancho.

O velório ocorre na Paróquia Cristo Luz dos Povos na Avenida Bandeirantes. Às 9h, começou a Santa Missa Exequial e o velório continuará após a celebração. O sepultamento está previsto para as 16h, no Parque das Primaveras.

O padre faleceu vítima de problemas cardíacos em casa, no Bairro Taquarussu, na tarde de ontem. Recentemente, Jayme fez uma cirurgia cardíaca e teve alta para se recuperar em casa, mas ele não resistiu às complicações.

Em 2018, ele recebeu o Lado B com o um sorriso e olhar emocionados ao contar sua história de generosidade ao próximo e o amor à esposa que ele teve antes de se tornar um padre. Chegamos até Jayme depois dele ficar famoso por se emocionar em cerimônias de casamento, sempre que se lembrava do grande amor, Hilda Salomão Costa, com quem ele trocou alianças em 1977, em Bela Vista.

Durante entrevista, ele se lembrou do amor vivido com a esposa, mostrou vestido vermelho que ele guardava de lembrança e da esclerose que a levou cedo dessa vida.

Médico, após o falecimento da esposa, ele também decidiu entrar para vida religiosa e se tornar padre. Nos últimos anos, também chamou atenção por atendimentos gratuitos na região do Aero Rancho e a vontade incessante de levar cuidado ao próximo.

Coordenador da Pastoral da Arquidiocese de Campo Grande, Vander Casemiro, disse que Jayme será sempre lembrado pelo “amor e cuidado” durante a vida. “Fica para nós, a lembrança de todo esforço que ele realizou com os mais fragilizados. As pessoas o chamavam de médico do corpo e da alma e ele merece essa homenagem”.

Veja a reportagem completa sobre Jayme Aguiar clicando aqui.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário