ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
DEZEMBRO, QUARTA  06    CAMPO GRANDE 25º

Comportamento

Mulheres lutam por novo passo no universo do parto humanizado

Profissionais fazem rifa para implementação jurídica da associção e assim continuar lutando pelos direitos em todo Estado

Thailla Torres | 19/02/2021 07:29
A doula é considerada um dispositivo para a garantia da humanização no cenário do parto e nascimento (Foto: Paula Cayres)
A doula é considerada um dispositivo para a garantia da humanização no cenário do parto e nascimento (Foto: Paula Cayres)

A ADOMS (Associação de Doulas de Mato Grosso do Sul) atua desde 2017 em diversas instâncias. Porém, por falta de recursos financeiros, não estava definitivamente registrada e passou por um período de inatividade. Este ano, frente a diversos acontecimentos, houve a percepção de que é necessário unir forças para alcançar objetivos que terão impacto não somente para doulas, como também para todas as mulheres e famílias atendidas, assim como para o cenário obstétrico no estado.

Por isso, atualmente, a associação está em processo de implementação jurídica. Os gastos iniciais para tal superam R$ 2 mil reais e profissionais buscam cobrir esse investimento através de uma rifa. “Uma ação solidária entre doulas, amigos, famílias e sociedade. Afinal, humanizar o nascer é para todos”, explica uma das integrantes, Tati Marinho.

A doula é considerada um dispositivo para a garantia da humanização no cenário do parto e nascimento. Desde 2003 a humanização é uma política pública no Brasil, uma filosofia que busca levar para a prática da atuação em saúde os princípios teóricos que regem o SUS (Sistema Único de Saúde).

“A atuação da doula tem por ética informar gestantes, mulheres, casais, famílias e comunidades de seus direitos a um atendimento humanizado, digno e respeitoso. Portanto, a associação se insere nesse cenário como uma entidade de extrema importância que irá dar resguardo e suporte para que as diferentes doulas do estado continuem exercendo seus trabalhos e garantindo informações de qualidade para que todos sejam devidamente informados de seus direitos na busca de seus partos e do nascimento de seus filhos”, destaca.

doula tem por ética informar gestantes, mulheres, casais, famílias e comunidades de seus direitos a um atendimento humanizado, digno e respeitoso. (Foto: Thê Fotografia)
doula tem por ética informar gestantes, mulheres, casais, famílias e comunidades de seus direitos a um atendimento humanizado, digno e respeitoso. (Foto: Thê Fotografia)

Os objetivos principais como associação são o incentivo a comunicação e a troca de informações entre profissionais da área, a representação de doulas atuantes no estado do Mato Grosso do Sul, contribuição para a solução dos problemas que acometem a profissão, união das doulas e a defesa dos seus justos interesses, luta pelo cumprimento dos preceitos éticos e legais da categoria, luta pelo cumprimento da Lei das Doulas em todo Estado e a promoção de cursos e eventos para melhor qualificação e aperfeiçoamento das doulas.

Por isso, quem quiser ajudar e contribuir para o custeio da documentação do registro, pode comprar uma rifa no valor de R$ 20,00.

Os prêmios são 1 fast sling ajustável, 1 pomada gotas de delicadeza e 2 escovas de bambu veganas e biodegradáveis.

O pagamento pode ser feito via PIX 67992639699 em nome de Tatiana Marinho de Oliveira Machado. O sorteio, segundo associação, será realizado após venda de todos os números.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias