A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

11/08/2018 07:53

Para esquecer relacionamento, Val faz livro com pedido de desculpas à Yara

O personagem é o próprio autor, que sofre o luto do fim de namoro e chega a pensar em suicídio

Thaís Pimenta
Walter tem 39 anos e é advogado. Nas horas vagas, escreve sobre relacionamentos e pela primeira vez lançou seu próprio livro . (Foto: Thaís Pimenta) Walter tem 39 anos e é advogado. Nas horas vagas, escreve sobre relacionamentos e pela primeira vez lançou seu próprio livro . (Foto: Thaís Pimenta)

Dizem que só se esquece realmente um amor quando se escreve sobre ele. E foi com a intenção de enterrar um relacionamento, perdoar a parceira e se perdoar, que Walter Hanemann, de pseudônimo Val Hane, escreveu as 166 páginas do primeiro livro "Adeus Yara". "É basicamente uma história real", mas com toques de ficção, para preservar a própria Yara, que não disse nem sim, nem não para a publicação do livro.

Em formato de e-book, todos que já viveram um amor repleto de fantasias a respeito do outro e, por que não, expectativas, deve se identificar pelo menos em alguns momentos com o sentimento de Val. A dor de terminar uma relação é  como a do luto e é preciso tempo para curar o coração. "Eu precisei pesquisar sobre psicologia, sobre como nosso corpo reage, e trago isso muito explícito no livro", diz o escritor e personagem principal.

Por isso, por vários momentos, é narrado como a mente do apaixonado se autosabota. Em determinado momento do livro, sofrendo com toda aquela depressão, com o arrependimento do fim, ele menciona olhando para o vazio de sua visão de seu prédio que a "dor da queda pela janela seria menor que a dor dessa perda", mas logo retoma a consciência e nota a que ponto chegou a situação.

Citação de Victor Hugo cai como uma luva pra toda a história e é o pontapé da narração. (Foto: Thaís Pimenta)Citação de Victor Hugo cai como uma luva pra toda a história e é o pontapé da narração. (Foto: Thaís Pimenta)

Yara é uma mulher que já está na vida do personagem há 15 anos. No primeiro momento há o primeiro encontro e depois de tantos anos, o reencontro acontece. "Ele já estaria encantado por ela desde a primeira vez que a viu e já tinha uma ideia de como ela seria".

O que ele esperava que ela fosse, toda a sua construção da personalidade perfeita, de sua possível alma gêmea, se choca com quem ela realmente é. Essa imaginação é explicada por meio de toda a história dele, desde a infância, justificando o que teria feito ele fantasiar tanto a respeito dela, e finaliza o ciclo entendendo quem ele é depois dos 7 meses de relacionamento com Yara.

O local onde se passa a história não é identificável. "É citado apenas que a história começa numa cidade do interior e posteriormente o personagem muda pra capital". A intenção é fazer o lançamento do livro físico num contexto que vai além do regional, então essa não identificação do espaço onde se passa a história pode ajudar com que o leitor crie ainda mais apego com a paixão dos dois.

A experiência de enterrar o luto por meio do descarrego das palavras foi libertador para o advogado Walter. "Quando se está escrevendo parece que você está em transe, você nem imagina, nem parece que você quem escreveu". Sem medo de que ter um livro para uma ex posso prejudicar seus futuros relacionamentos, e arremata. "Porque como eu também explico no livro, todo mundo que passa na sua vida fica, e o sentimento também fica, ele não acaba". Para ler toda essa história acesse o link.

Curta o Lado B no Facebook  e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.