ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 28º

Comportamento

Tattoo homenageia Banho de São João que mudou vida de arquiteto

Banho de São João em Corumbá reconectou João Santos com as memórias da infância e a fé da avó.

Por Thailla Torres | 27/07/2021 08:20
Tatuagem com elementos que representam a fé em São João e também os festeiros de Corumbá. 
Tatuagem com elementos que representam a fé em São João e também os festeiros de Corumbá.

As primeiras memórias do arquiteto e urbanista João Santos, natural de Londrina, são das festas de São João, tradicionalmente realizadas no mês de junho. Sua avó, a dona Terezinha ou “Vó Tetê”, devota fervorosa, começou a festa ainda jovem como promessa para saúde da família. Tempos depois os festejos viraram tradição familiar e isso marcou a vida de João, que recentemente decidiu eternizar na pele uma homenagem ao santo, que também representa todo amor por detalhes bem sul-mato-grossenses.

Na tatuagem feita pela artista Sol Ztt está São João, o carneiro, as bandeirolas e até os festeiros do tradicional Banho de São João de Corumbá, hoje reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil.

“Eu tenho muito claro nas memórias eu e minha irmã pendurando as bandeirolas. Pela manhã vinha o padre e benzia os pães feitos pela avó. Tinha pipoca, doces e bombinhas de papel, para as crianças estourarem, além de quentão de abacaxi”.

Festa para São João que o arquiteto fez em 2019 com amigos e a família. (Foto: Arquivo Pessoal)
Festa para São João que o arquiteto fez em 2019 com amigos e a família. (Foto: Arquivo Pessoal)

Passado a fase da infância, a avó de João parou de realizar a festa lá em Londrina, até que em 2013 o santo retoma espaço na vida do arquiteto quando ele conheceu o Banho de São João em Corumbá.

“Eu fui com uma visão do técnico pesquisador porque eu trabalhava no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) na época. Quando eu me deparei com aquela festa, com aquela fé de cada festeiro chegando ao Rio Paraguai, aquilo me contagiou de um tanto que as memórias e minha fé que estavam deixadas de lado reviveram”.

E assim São João passou a fazer parte da vida do arquiteto novamente, como parte das coisas que o fazem bem. “Eu não tenho uma religião, bebo de várias fontes, a gente tem que acreditar naquilo que nos conforta. E aquele encontro com São João me reconectou com a minha fé em 2013”, descreve.

Desde então João começou a dar banho no santo, em Corumbá ou em qualquer outro lugar que esteja. “Já dei banho em São João em Corumbá, Salvador, dentro de um balde, em rio e no mar. Não importa onde eu faça esse ritual, o importante é ter o banho”.

Já em 2019 ele começou a fazer a festa. A primeira edição foi aberta para amigos e a família. “Retomamos e lembramos as festas de criança”. Em 2020, por conta da pandemia, foi impossível abrir o evento, por isso, realizou a cerimônia festeira em casa, apenas ao lado de seu companheiro.

Banho de São João em casa, com jarra que era da avó. (Foto: Arquivo Pessoal)
Banho de São João em casa, com jarra que era da avó. (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma vasilha e uma jarra que eram da avó Terezinha sempre fazem parte dos rituais. A água usada é sempre uma água de cheiro, com folha de laranjeira e água benta. Quando não está em Corumbá, João realiza o banho em casa com essa jarrinha.

“Sou devoto de São João, sou festeiro e o tenho como santo protetor independente de religião ou segmentos. Conecto-me com São João, pois é um santo que tem muito a ver com festa, com alegria e o meu nome”.

Diante de tantos significados, João Sabia que desejava ter São João na pele e este ano sentiu que era um momento especial. “Sempre falei queria uma tatuagem da Sol. Sinto que emprestei minha pele para uma artista e me sinto lisonjeado por isso. Esse ano quando o Banho de São João declarado Patrimônio Cultural eu fiquei muito emocionando, porque sei o quanto isso é importante para Corumbá”, finaliza.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário