ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 23º

Consumo

Só eu acho o café expresso tão caro em Campo Grande? Preço varia 193%

Por Lado B | 25/09/2013 07:10
Café do Amor aos Pedaços, um dos mais caros da cidade.
Café do Amor aos Pedaços, um dos mais caros da cidade.

Lembrando de tempos nem tão distantes, era possível sentar para tomar um café expresso com menos de R$ 2,00 no bolso em Campo Grande. Hoje, é praticamente impossível. Dependendo do lugar, a gente até consegue um mais baratinho, mas tem o gosto "genérico", na base da garrafa térmica.

Ainda há promoções no Centro, com o expresso a R$ 1,50, como na rua 15 de Novembro, mas isso é raridade. Nas padarias mais conhecidas da cidade, o valor começa em R$ 2,80 e chega a R$ 3,80, mesmo sem aqueles biscoitinhos de brinde no pires. 

Quando o expresso tem grife então, o valor sobe ainda mais. O Fran’s Café, na rua Cândido Mariano, é o recordista na facada, cobra R$ 4,40 pelo cafezinho. Em segundo lugar fica a Kopenhagen, com preço de R$ 4,30, mas com um petit wafer (biscoitinho chique) recheado de chocolate para acompanhar. É preço de aeroporto!

No Amor aos Pedaços, do Shopping Campo Grande, um brigadeirinho minúsculo acompanha o café de R$ 4,00. No mesmo lugar, o Firulas cobra R$ 3,90, mas sem nadinha de acompanhamento.

No ranking do cafezinho, aparece em quinto lugar o Rei do Mate (R$ 3,75) e empatados em sexta posição o Vanilla Caffé, a doceria Doce Momentos e o Café do Ponto, ambos com o expresso a R$ 3,50. Em sétimo está a padaria Monte Líbano (R$ 3,30),

Alguns dos valores mais baixos encontrados pelo Lado B foram nas padarias Pão Bento (R$ 3,00), Pão e Tal - da Euclides da Cunha (R$ 3,20) e na Mais que Pão da Zahran (R$ 2,90). O mais em conta, perto de todos os outros, é o da Padaria Tietê, da avenida Mato Grosso, por R$ 2,80.

Diante de alguns absurdos, a dica é aproveitar a passagem por locais públicos para matar a vontade sem pagar nada. Na Unimed da Rua da Paz, por exemplo, a maquininha logo na entrada distribui café expresso e carioca de graça.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário