A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

22/07/2019 07:45

Festa que começou com amizade entre vizinhos, virou tradição em rua estreita

Vila é tão tranquila, segundo moradores, que eles fazem festa para comemorar união pelo menos duas vezes ao ano.

Thailla Torres
“Arraial da Rua Áurea” é realizado há dois anos pela vizinhança. (Foto: Kísie Ainoã)“Arraial da Rua Áurea” é realizado há dois anos pela vizinhança. (Foto: Kísie Ainoã)

Há 8 anos a cena se repete. Na Rua Áurea, uma das ruas estreitas do conjunto habitacional que surgiu na década de 70, chamado Vila Petengil, em Campo Grande, uma festa animada une os moradores. Tudo começou com um amigo secreto no fim do ano para comemorar a amizade entre vizinhos, nos anos seguintes surgiu a “Festa da Primavera” e, há 2 anos, o “Arraial da Rua Áurea”.

A festa é bonita só de ver a cumplicidade dos moradores. Nas ruas estreitas da vila, briga de vizinho não tem vez, talvez, por isso, a paz tenha reinado nas últimas décadas. “É claro que todo mundo tem os seus problemas, mas ninguém briga, ninguém se incomoda com o outro, o que às vezes é difícil em vilas como essa em que as casas são tão grudadinhas uma na outra”, explica a historiadora Hilda Regina Vieira Mesa, de 40 anos.

Moradoras mais antigas da rua não deixam a festa morrer. (Foto: Kísie Ainoã)Moradoras mais antigas da rua não deixam a festa morrer. (Foto: Kísie Ainoã)

No fim de semana, aos poucos a Rua Áurea foi ganhando formato de festa. E toda alegria veio da própria vizinhança que levantou cedo para cuidar dos detalhes. Era oito horas da manhã quando Hilda saiu na rua e viu os vizinhos decorando o portão de casa com bandeirinhas, flores de papel crepom e bonecos juninos feitos à mão.

Um dos organizadores, Marcos Enzo Goularti, de 48 anos, acompanhou de perto a união do bairro desde que se mudou para região. Se apaixonou pela “paz” da vizinhança e decidiu participar da festa. “Eles começaram a festa, mas eu achei tão bonito que quis ajudar e participar. Hoje ela tem aumentado, não temos só vizinhos, mas amigos e familiares da vizinhança”.

O endereço sempre foi o mesmo e tudo é feito na base da colaboração. A rua conhecida pelo aperto, onde não passa ônibus e nem caminhão da coleta de lixo, é tomada por mesas e famílias. Os próprios moradores montam a decoração, fazem as comidas que são compartilhadas gratuitamente, deixam o microfone aberto para as apresentações e realizam um bingo cheio de prêmios.

Tudo é feito pelos moradores. (Foto: Kísie Ainoã)Tudo é feito pelos moradores. (Foto: Kísie Ainoã)
E as famílias se divertem à vontade. (Foto: Kísie Ainoã)E as famílias se divertem à vontade. (Foto: Kísie Ainoã)

O militar Flávio Luiz Vilaba, de 46 anos, é um dos vizinhos animados com a tradição. Embora tenha saído do trabalho cansado, fez questão de prestigiar a festa da vizinhança. “É uma tradição muito bonita e, apesar de serem muitos moradores, a organização dá certo. Gosto de vir porque é um momento que a gente tem para confraternizar e rever os amigos que não dá tempo de rever no dia a dia”.

E a festa também tem estrelas e “mães” que não deixam a festa morrer. Numa mesa privilegiada, na porta de casa, as vizinhas Catarina Jerônima Vieira, de 87 anos, e Belonizia da Silva Vieira, curtiam a festa lembrando do passado. “A gente sempre cuidou de todo mundo, vimos essa criançada crescer”, diz Belonizia, conhecida como dona Belô, que diz nunca ter deixado vizinho mal-humorado acabar com o futebol da criançada. “Essa vila é maravilhosa e a melhor vizinhança de Campo Grande”.

Dona Catarina, senhorinha de voz mansa, fala baixinho, mas não esconde no sorriso o amor que sente pela vila. “Essa festa é boa, porque o povo daqui é bom, estou aqui na região desde 1969”, afirma.

A festa rolou animada até o fim da noite com música, abraços, comidas típicas e muita conversa entre vizinhos, agora, a expectativa é fazer uma bela Festa da Primavera. “Decoramos a rua inteira com flores. É uma forma de comemorar a estação colorida e também a amizade entre os vizinhos”, explica Hilda.

Curta o Lado B no FacebookInstagram.

Hilda, uma das organizadoras. (Foto: Kísie Ainoã)Hilda, uma das organizadoras. (Foto: Kísie Ainoã)
Flávio terminou o expediente e foi prestigiar a festa. (Foto: Kísie Ainoã)Flávio terminou o expediente e foi prestigiar a festa. (Foto: Kísie Ainoã)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.