ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 16º

Diversão

Pacu servido em varanda faz o povo atravessar a cidade para se esbaldar

Lanchonete no bairro Coophasul ganhou o coração da freguesia ao servir pacu inteiro sem espinho

Por Thailla Torres | 20/02/2024 10:15
Pacú inteiro assado e sem espinhos é o carro-chefe da casa. (Foto: Arquivo Pessoal)
Pacú inteiro assado e sem espinhos é o carro-chefe da casa. (Foto: Arquivo Pessoal)

No Coophasul, o peixe frito com tempero da família dominou a varanda da empresária Renata Santos dos Anjos, 36 anos. Para atrair a freguesia do bairro, ela incrementou o cardápio nos últimos meses com um pacú frito inteiro e sem espinhos. O resultado foi clientes da cidade inteira chegando em busca da receita.

Tem gente que depois de saborear o prato levanta sem receio algum e vai até à porta da cozinha perguntar qual é o tempero usado na cozinha. Sem dar muitos detalhes da receita para manter o segredinho, Renata recebe cada pergunta como elogio. “As pessoas perguntam porque gostam, a gente fica muito feliz”.

O peixe virou o carro-chefe à noite, na lanchonete que também tem uma variedade de sanduíches, do tradicional X-Salada ao Paulistinha Especial, este com filé mignon, com carnes preparadas ali mesmo. “O hambúrguer é caseiro”, anuncia a dona.

Costelinha de pacú frita também ganhou o coração da freguesia. (Foto: Arquivo Pessoal)
Costelinha de pacú frita também ganhou o coração da freguesia. (Foto: Arquivo Pessoal)

Com tudo feito no capricho, a lanchonete passou a receber clientes da cidade toda para saborear os lanches e as porções. Para quem não dispensa um peixe frito, outro prato que faz sucesso é a porção de 500 gramas de costelinha de pacu (R$ 50).

Já quem gosta de um bife na chapa para um jantar completo, a sugestão é o bife a cavalo que serve duas pessoas (R$ 66) acompanhado de arroz, farofa, vinagrete e mandioca.

Além do sucesso no jantar, Renata e o marido Samer Taveira investiram no almoço caseiro e no marmitex, e passaram a ver a varanda cada vez mais cheia, um orgulho para a empresária que cresceu vendo o pai ganhar a vida com restaurante no mesmo bairro.

Samer e Renata comandam a lanchonte e estão felizes com o resultado.
Samer e Renata comandam a lanchonte e estão felizes com o resultado.

“Meu pai já era do comércio, cresci nesse ramo. Então quem trabalha uma vez não desiste. São duas jornadas, mas ficamos orgulhosos de ver o carinho dos clientes e a aceitação de nossos pratos”, descreve.

Renata comprou o ponto do irmão, que durante anos manteve ali uma lanchonete. Mas na pandemia as coisas ficaram difíceis, então ela decidiu investir para dar continuidade ao negócio. A aposta deu certo e hoje muita gente atravessa a cidade pelos pratos, especialmente pelo peixe frito. “Tem que ser apaixonada no que a gente faz, porque é muito trabalhoso, mas é gratificante atender com um tempero de família, uma comidinha caseira e que muita gente gosta”.

Quem quiser aproveitar a lanchonete, o lugar abre de segunda a sábado das 10h30 às 14h (para almoço e marmitex) e das 18h30 às 23h30 (cardápio completo). O endereço é R. Cotegipe, 903 - Coophasul.

Bife a cavalo também é outro carro-chefe.
Bife a cavalo também é outro carro-chefe.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias