ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 33º

Sabor

Alegria de Rosângela é engenho que ganhou do filho e pastel de 30 cm

Aos 56 anos, ela é a comerciante sorridente que há 3 anos ficou radiante de começar a vender garapa e pastel

Thailla Torres | 10/10/2022 07:08
Engenho para moer cana era o desejo de Rosângela há 3 anos. (Foto: Marcos Maluf)
Engenho para moer cana era o desejo de Rosângela há 3 anos. (Foto: Marcos Maluf)

Numa rua com pouco movimento na Vila Carvalho o maior destaque é a Garaparia da Mada, tanto pelo amarelo vivo da fachada quanto pelo sorriso contagiante da dona, que hoje conquista a freguesia com garapa e pastel de 30 cm sem miséria de recheio.

Rosangela Valerio Vilanova, de 59 anos, abre o endereço de segunda a sábado a partir das 6h30. Logo nos primeiros minutos já tem cliente na porta à espera do pastel de café da manhã. No almoço a cena se repete, muita gente escolhe a fritura como refeição por causa do preço e do tamanho.

Custando R$ 7,00, tem que ter muita fome para conseguir comer duas unidades de pastel. O tamanho foi uma escolha de Rosângela, exausta de comprar pastel caro por aí que não satisfaz. “Se eu pago um preço quero comer um pastel que me satisfaça, por isso resolvi fazer desse tamanho”, conta.

Ela serve pastel que tem aproximadamente 30 cm. (Foto: Marcos Maluf)
Ela serve pastel que tem aproximadamente 30 cm. (Foto: Marcos Maluf)
Todos os dias ela fica sorridente na porta da garaparia. (Foto: Marcos Maluf)
Todos os dias ela fica sorridente na porta da garaparia. (Foto: Marcos Maluf)

Compramos uma unidade de pastel e, realmente, a massa caseira feita por Rosângela é saborosa e vem sequinha após sair do óleo quente.

No local, outro carro-chefe da pastelaria, que tem pouco mais de 10 metros quadrados, é a garapa geladinha.  O engenho onde ela prepara a bebida foi um presente do filho.

“Uma vez a sogra dele estava vendendo um engenho e eu queria muito comprar, mas não tinha dinheiro. Até que no meu aniversário ele me surpreendeu com engenho, cana e gelo para eu vender minha garapa”.

Morando com a mãe, Rosângela buscava há tempos uma atividade para se ocupar. “Meu filho é quem sempre me ajudava e ele queria que eu descansasse, mas a gente que trabalhou a vida inteira não aguenta ficar parada”.

Ela começou a vender garapa na porta da casa da mãe onde mora, e com o tempo reformou um pequeno salão na residência para garantir também o pastel frito. Assim, há 3 anos, ela conquista moradores e faz amigos.

Solteira desde que ficou viúva aos 32 anos, Rosângela dá risada quando a gente questiona sobre o amor. “Sou tão feliz sozinha. Minha pastelaria me traz muitos amigos. Aqui eu dou risada todo dia e estou sempre fazendo uma amizade nova, então não quero casar, quero ver as pessoas felizes com pastel e garapa”, conta rindo.

A Garaparia da Mada fica na Rua Santo Antônio, 338, Vila Carvalho. Abre de segunda a sábado das 6h30 às 18h.

No local, ela também vende docinhos típicos de boteco. (Foto: Marcos Maluf)
No local, ela também vende docinhos típicos de boteco. (Foto: Marcos Maluf)

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias