ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 29º

Sabor

Churrasquinho de MS virou mina de ouro para quem escolheu viver longe

Em Natal, ele abriu trailer onde trabalha com a família fazendo churrasquinho bem estilo sul-mato-grossense

Por Jéssica Fernandes | 07/02/2024 08:03
Woldner Max Tavares é quem faz o churrasco no negócio em Natal. (Foto: Arquivo pessoal)
Woldner Max Tavares é quem faz o churrasco no negócio em Natal. (Foto: Arquivo pessoal)

Woldner Max Tavares de Carvalho, de 54 anos, e Adalgisa J. Debesa Tavares, de 53 anos, trocaram Mato Grosso do Sul pelo Rio Grande do Norte. Há três anos, o casal conquistou turistas com o churrasco que tem como carro-chefe a suculenta picanha.

Em Natal, o casal administra o Forno e Brasa no Jardim Ponta Negra Food Park, onde atendem especialmente no jantar. Ao contrário dos lugares que servem frutos do mar, Woldner diz que optou pelo churrasco que consegue agradar a todos. “Nosso tempero é único, o que lembra muito nossa regionalidade. Aqui os turistas enjoam fácil ou não querem mais comer frutos do mar. Por isso, tenho clientes que ficam sete dias em Natal e jantam com a gente cinco noites”, diz.

Antes de fazer sucesso longe do Estado, a família vendia marmitex em Campo Grande. O negócio surgiu no primeiro ano da pandemia e até a primeira fase da vacinação tudo ocorria bem. “Com a sensação de segurança e liberdade pós-vacina, o movimento caiu e me vi de novo sem saída”, conta o empreendedor.

Carne é servida com acompanhementos para o cliente. (Foto: Arquivo pessoal)
Carne é servida com acompanhementos para o cliente. (Foto: Arquivo pessoal)

Sem perspectiva de ter outro trabalho, ele conheceu uma pessoa que falou sobre o potencial de Natal. Já que a cidade era movimentada pelo turismo, Woldner quis dar uma chance e para isso abriu mão do carro, que foi vendido. Com o valor pagou contas e comprou uma passagem de avião.

Enquanto a família estava na Capital, ele passou 40 dias em Natal procurando um lugar para abrir um novo empreendimento. “Achei uma praça de food truck na rota turística de Ponta Negra onde coloquei um carrinho e comecei o Forno e Brasa", diz. Depois, a família fez as malas e embarcou rumo a Natal, onde passaram a trabalhar juntos.

O churrasco servido pela família ganhou popularidade na região e a demanda trouxe mudanças. "Quase três anos depois temos um contêiner próprio, um trailer próprio de espetinhos e petiscos, além da casa de caldos”, comenta. Além da picanha, outros cortes como alcatra, fraldinha e contra filé estão entre os mais pedidos dos clientes.

Trailer onde a família trabalha no Jardim Ponta Negra Food Park. (Foto: Arquivo pessoal)
Trailer onde a família trabalha no Jardim Ponta Negra Food Park. (Foto: Arquivo pessoal)

Em 2023, o lugar de trabalho ganhou uma lembrança de Mato Grosso do Sul. Direto do Mercadão Municipal, Woldner levou a Natal um berrante que faz sucesso e rendeu até disputa. "Comprei um berrante pra decorar e mostrar uma identidade do MS, mas se tornou um grande aliado do marketing dentro do park. Toda sexta-feira tem uma competição de quem sabe tocar. Isso se tornou uma brincadeira, pois o desafio é tocar o berrante, algo que só conheciam pela televisão", explica.

Orgulhoso de levar a cultura de Mato Grosso do Sul para Natal, ele intercala os dias de trabalho com os de curtir o mar. "Durante o dia, tiramos alguns dias pra ir à praia, fazer alguns passeios igual turista", destaca. Apaixonados pela cidade e a nova casa, a família espera continuar fazendo sucesso com a galera.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias